a queda dos reinos ordem

A Queda dos Reinos: Ordem dos Livros e Resenha

Nessa ficção fantástica, Morgan Rhodes desenvolve um universo muito detalhado; e para que você, leitor, possa ser imerso nessa incrível obra desenvolvemos esse artigo, onde você poderá conferir uma breve resenha sobre cada um dos volumes da ordem dos livros de A Queda Dos Reinos.

A história se passa em Mítica, que é muito bem construído pela autora. O Continente é dividido geograficamente em 3 reinos muito distintos e que compõem um cenário bem diversificado:

  • Paelsia: reino pobre, onde as pessoas são miseráveis e semelhantes a povos selvagens;
  • Limeros: reino extremamente religioso, com leis mais severas, onde as pessoas são, normalmente, mais frias e têm um rei atroz.
  • Auranos: Auranos é um reino rico, abundante, com bela vegetação, onde a alegria é o sentimento predominante entre os habitantes.

Após o sumiço da Tétrade – um conjunto de 4 pedras que representam os 4 elementos básicos da natureza: terra, ar, fogo e água – os reinos do continente começaram a entrar em decadência, com exceção de Auranos, que parece não ter sido tão abalado.

Muitos e muitos anos já se passaram desde a morte de Eva, a feiticeira que protegia a Tétrade, mas há uma profecia que diz que surgiria uma outra feiticeira; a mais poderosa de todos os tempos.

No entanto, na terra de Mítica, já faz muito tempo que a magia caiu no esquecimento. Chegou ao ponto em que muitas pessoas já não acreditam mais nas antigas histórias. Para muitos, não passam de lendas! O que deve começar a mudar em breve…

Dessa forma, em uma história apaixonante, com direito a romance, traições, disputas por poder, conflitos religiosos, guerras e elementos sobrenaturais, os caminhos de 4 jovens se entrelaçam:

  • Cleiona: a filha mais nova do rei de Auranos. Ela, que não tem direito ao trono, já que sua irmã mais velha é a herdeira, é uma personagem extremamente fútil, que gosta de sair e beber;
  • Magnus Damora: este é o primogênito do sanguinário rei de Limeros. Um personagem frio, com um psicológico “meio afetado”, e que tem uma “caidona” pela sua irmã adotiva;
  • Lucia Damora: uma menina adotada pela família real de Limeros e que quer descobrir a verdade sobre o seu passado.
  • Jonas Agallon: um camponês rebelde de Paelsia tomado pelo sentimento de vingança (por motivo de um acontecimento crucial para o enredo de A Queda dos Reinos).

A narrativa é apresentada através das perspectivas desses 4 personagens principais, o que permite que possamos ter uma ideia ampla sobre o mundo criado por Morgan. Até porque, temos protagonistas em todos os 3 reinos.

Aliás, a saga tem um grande número de personagens, que vão aparecendo e ganhando espaço ao decorrer dos livros. Embora isso torne a história relativamente mais difícil de se compreender, a densidade promove um universo fictício mais completo.

Confira abaixo a ordem dos livros de A Queda Dos Reinos e fique por dentro dessa incrível aventura.

*Alerta: haverá spoilers!

A Queda dos Reinos

A Queda dos Reinos

Este, que carrega o nome da saga, é o primeiro volume da ordem dos livros de A Queda dos Reinos. Um livro introdutório de quase 400 páginas, que apresenta as realidades através da perspectiva de vários personagens.

Logo no começo do livro acompanhamos a chegada de Cleiona (ou Cleo) e Aron Lagaris (seu pretendente) à Paelsia e uma de suas viagens. Aron se engaja numa discussão com um comerciante local de vinhos e acaba assassinando Tomas, o filho do comerciante que tentava resolver a situação. Isso deixa um dos nossos protagonistas perplexos e propicia o início de uma revolta.

Quando Cleo e Aron voltam à Auranos, a notícia da morte do filho do comerciante já havia chegada a outros reinos e começa a causar pequenas revoltas.

Nesse contexto, o rei Gaius de Limeros percebe uma grande oportunidade para unir forças com a Paelsia, local em que se está iniciando uma rebelião comandada pelo protagonista Jonas, e lutar contra Auranos. 

Então, os 4 jovens estarão envolvidos numa trama de disputas, movidos a vingança, poder, vaidade… O fato é que uma grande batalha está para eclodir.

O resultado disso? Veja você mesmo.

A Primavera Rebelde

A Primavera Rebelde a queda dos reinos 2

O primeiro volume da série divide muitas opiniões: alguns dizem que não dá para botar defeito; já outros dizem que alguns personagens são extremamente irritantes e coisas assim.

Contudo, até para aqueles que acreditam que A queda dos Reinos não foi um começo excepcional, o segundo volume (A primavera Rebelde) é muito bom, com os personagens mais amadurecidos. Com isso, aquela coisa recorrente neste tipo de literatura, onde séries ficam mais legais a partir do segundo livro, acontece aqui.

No segundo livro da ordem ordem dos livros de A Queda dos Reinos, podemos apreciar ainda mais a complexidade desse mundo criado por Morgan, onde ela dá uma profundidade muito grande ao enredo, aos personagens e à história como um todo.

Em A Primavera Rebelde, temos um cenário de terror, onde todo o continente de Mítica está unificado e sob o poder do sanguinário Rei Gaius – o rei de Limeros, que utilizou de artifícios repugnantes para alcançar seus objetivos maléficos.

Agora, os habitantes vivem em um imenso reino, onde se percebem como meros escravos.

Nesta trama, ganhamos mais um ponto de vista, quando Lysandra, uma nova personagem, é inserida na narrativa. A pobre adolescente de 17 anos, testemunhou a dizimação da sua vila e a morte de seus familiares.

Como o nome do livro sugere, neste volume temos um foco bem grande na parte dos rebeldes, em que Jonas é o líder. No entanto, continuamos observando as perspectivas dos 4 personagens principais, além de outras perspectivas que ganhamos. E mesmo não tendo um grande destaque no segundo livro, o Magnus segue sendo um dos personagens que mais ganha fãs entre os leitores.

Então, com uma narrativa fluida e maravilhosa, a escritora nos entrega mais uma trama excelente e que, ao final, deixa aquela ansiedade gostosa pelo terceiro volume. 

A Ascensão das Trevas

A Ascensão das Trevas a queda dos reinos 3

Este é o terceiro livro na ordem dos livros de A Queda dos Reinos.

Neste momento, há um grande clima de tensão e as emoções estão borbulhando como em um caldeirão. Em A Ascensão das Trevas, a magia está atingindo grandes proporções, e os protagonistas estão entrando no auge de suas personalidades.

As ambições do Rei Gaius não têm limites; após conquistar o domínio de toda Mítica, agora suas intenções são de encontrar a lendária Tétrade, que são os 4 cristais mágicos perdidos e que podem dar grande poder a quem os possui. 

Lucia, filha do rei sanguinário, vem ganhando cada vez mais importância na história, já que seu pai adotivo a tem como peça chave para seu objetivo. Os poderes delas estão cada vez mais fortes.

Enquanto isso, concorrentes poderosos de um império vizinho entram na briga em busca de poder e prometem tornar o continente de Mítica ainda mais agitado.

Assim, os nossos protagonistas, como todos naquele lugar, vivem dias muito difíceis no meio de um fogo cruzado.

Maré Congelada 

Maré Congelada 

Em Maré Congelada, quarto volume ordem dos livros de A Queda dos Reinos, as disputas pela Tétrade continuam acirradas.

Agora, os cristais estão divididos nas mãos de pessoas distintas: Jonas está com o cristal do elemento terra; Amara, princesa do reino vizinho, com o da água; Felix está com o cristal do ar; e Lucia, com o do fogo.

Entretanto, apenas a feiticeira Lucia conseguiu liberar a magia do cristal que possui e, se aliando ao deus do fogo, vem ganhando muita força.

Gaius, ainda sem os cristais, está indignado e, mais do que nunca, sedento por poder. Ele, com planos de conquista, atravessa o mar gelado de encontro ao reino de Kraeshia para propor um acordo, porém, em sua expedição, o rei sanguinário vai encontrar muitas adversidades.

Neste quarto volume, os 4 personagens principais do início, atingiram um nível de maturidade que tornou o convívio dos leitores com eles bem mais agradável.

Neste livro a história tem um desenvolvimento bem dinâmico, com muita ação. Tendo batalhas intensas e com muita magia em cada capítulo.

Tempestade de Cristal

Tempestade de Cristal

Esse livro é o quinto na ordem da saga A Queda dos Reinos.

A forma como o antagonismo muda de dono em meio às reviravoltas da narrativa é simplesmente sensacional! Em Tempestade de Cristal, Amara, a imperatriz de Kraeshia, tomou a terra de Mítica inteira, e um clima de incertezas atinge todos os 3 reinos.

Mas não se engane, o pessoal de Mítica tem cartas importantes na manga. Enquanto Magnus e Cleonia procuram um jeito de tirar Amara do poder, o antigo rei de Limeros, Gaius, vai atrás de sua mãe, Selia, uma bruxa poderosa.

Por terem seguido Gaius, Magnus e Cleo tiveram um encontro com a poderosa bruxa. Ela pode ajudar a ativar a magia dos cristais da Tétrade e, com isso, recuperar o domínio sobre seu querido continente.

Mas, ainda tem outra coisa: a galera da Paelsia (Jonas e o grupo de Nic, Felix e Ashur) será imprescindível na busca por essa redenção.

Não podemos esquecer de uma importante perspectiva da história: a de Lucia, a feiticeira temida no reino, que passa por um processo de descobrimento de si mesma e sobre seu propósito.

O tempo está curto! Sinais estão dando indícios de que uma sombria profecia está para se cumprir.

Reinado Imortal

Com Reinado Imortal, Morgan Rhodes finaliza sua grandíssima obra!

No sexto volume de A Queda dos Reinos, a fantasia desse incrível universo criado pela autora atinge de vez o seu ápice. Os deuses elementares são uma ameaça iminente, pois a ira deles pode ser devastadora. Assim, nesta trama, podemos ver grandes rivais se unindo para poder ter alguma chance de salvar Mítica.

Os 4 cristais da Tétrade finalmente estão reunidos, e isso libertou os deuses elementares. Todavia, esse grande poder não pode ser dominado por ninguém. Dessa forma, mais uma vez, o antagonismo muda de mãos, já que os deuses pretendem destruir todos os reinos conhecidos.

Enquanto aos 4 protagonistas do início: Jonas, mesmo que ainda esteja ignorando, tem um destino ligado à feiticeira Lucia, que, por sua vez, tem a prioridade de proteger sua filha custe o que custar. E o casal Magnus e Cleo terão seus sentimentos testados no meio de toda essa confusão.

A narrativa continua fluida, sucinta e simples do início ao fim, porém, com muita riqueza em detalhes. 

Apesar de ter encontrado algumas opiniões que diziam que o desfecho poderia ser melhor, será muito legal saber que fim levou o cruzamento da vida dos queridos personagens, que tiveram uma longa jornada de desenvolvimento até aqui.

Gostou de conhecer a ordem dos livros de A Queda dos Reinos? Veja outros posts recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.