amores improvaveis ordem

Amores Improváveis: Ordem dos Livros e Resenha

Fugindo um pouco da estética tradicional dos romances, a gente te traz uma dica diferente. Por isso, criamos um post para mostrar a ordem dos livros na série amores improváveis. São 4 livros recheados de boas passagens, cenas hot e histórias de amor que convencem.

Basicamente, na série amores improváveis, você acompanha 4 histórias diferentes. Todos têm um contexto em comum: relacionamentos inesperados. Por isso, a ambientação nos quatro volumes é a mesma, mas com protagonistas diferentes.

Portanto, se você acabar se apaixonando por algum dos protagonistas, não tem problema. Ainda dá para ver bastante sobre cada um deles nos diferentes livros. Porém, a diferença é que o foco é na história de amor (e pegação) de outros protagonistas.

Você vai conhecer Garret, Logan, Dean e Tucker. Isso mesmo que você leu, a autora escolheu apenas protagonistas homens. Uma diferença bem interessante, já que a maioria dos livros de romance é narrada sob a perspectiva feminina. Por isso, você vai ver esses quatro bonitões acabarem caindo na mesma situação: se apaixonarem.

Como os livros são ambientados no mesmo contexto, todos os protagonistas são amigos, mas cada um deles encontra sua cara-metade de um jeito diferente. Por isso, os quatro volumes são bem gostosos de ler e não caem na mesmice.

Ao todo, são quatro volumes publicados na ordem dos livros na série amores improváveis. Como as histórias são independentes, mas os personagens são os mesmos, pode ficar fácil confundir. Por isso, separamos a sequência certinha para você acompanhar em seus livros.

Ordem dos Livros de Amores Improváveis

O Acordo

O Acordo amores improvaveis

No primeiro volume na ordem dos livros na série amores improváveis o protagonista é Garret. Sim, ele tem tudo para ser o personagem principal das comédias românticas adolescentes: bonito, popular, atleta, pegador. Mas a cereja do bolo é que ele está com sérios problemas para passar nas matérias.

Então, com as notas em crise, nosso galã precisa encontrar alguém para salvar sua pele. Dessa maneira, a escolha perfeita é Hanna, que é inteligente e dedicada aos estudos. Mas o problema é que o tipo de Garret é o objeto de ódio da moça. Por isso, ele propõe uma troca. Ela ajuda nos estudos, e ele dá uma força para  Hanna conquistar o paquera por quem é ignorada sumariamente.

Mas acontece que a gente já sabe que essa é a receita perfeita para sair tudo ao contrário. Não decepcionando a audiência, é exatamente isso que acontece. Portanto, Garret e Hanna vão acabar descobrindo que os opostos realmente se atraem. E depois precisam conviver com as consequências. Por isso, se quiser saber qual o final dessa história, vai precisar ler o livro inteiro.

O Erro

o erro amores improváveis

A segunda parte na ordem dos livros da série amores improváveis é o Erro. Não que o livro seja um erro, mas a história já começa errada. Isso porque o protagonista, Logan, acaba se apaixonando pela namorada do melhor amigo. Mas lembra que a gente mencionou que os livros são interligados? Pois é ela mesma, a Hanna, namorada do Garret do primeiro volume.

Porém, não precisa se contorcer na cadeira, porque ele logo vai entender que não é bem por aí que as coisas funcionam. Então, no meio de uma “deprê” daquelas, acaba conhecendo Grace. Na minha humilde opinião ela é uma das personagens mais cativantes de toda a série (de verdade).

Então, eles entram em um dilema grande: de um lado uma garota incrível e disponível, e do outro a paixão platônica por Hanna. Será que ele vai dar uma chance para esquecer esse amor impossível? Como a gente odeia spoilers por aqui, você vai precisar ler o livro para saber a resposta!

O Jogo

o jogo

Na ordem dos livros da série amores improváveis, pode bater o carimbo de preferido no terceiro: O Jogo. Basicamente o volume começa com um dos maiores clichês da história dos romances: o cara galinha que fica encantado por uma garota e não aceita. Mas os queixos começam a cair logo em seguida.

Porém, meus caros, é aí que a gente lembra daquele ditado: “não cuspa para cima, que cai na testa”. Dessa maneira, quando a gente se prepara para um tipo de história, a autora te premia com outra muito mais densa. Então, o livro é praticamente uma reflexão sobre dependência emocional (e bem bacana).

Além disso, o casal é uma graça, e dos mais cativantes. Allie é um doce (mas não esqueci da Grace) e Logan a gente aprende a amar. Por isso, a história acaba sendo muito mais interessante e apaixonante do que parece. Quer saber como termina? Então aproveite para ler o livro todo na íntegra.

A Conquista

a conquista

E o último título na ordem dos livros na série amores improváveis é A conquista. Assim, trazendo um conceito diferente de protagonista dos demais exemplares. Então, você acompanha Tucker e sua saga para encontrar uma companheira. Por isso, o começo do livro pode ser uma boa surpresa.

O conceito do livro todo é baseado nos conflitos que acontecem depois que ele conhece Sabrina. Ela é tida como uma garota bem antipática no consenso geral. Mas Tucker acaba conhecendo o outro lado da moça, e se encantando pela personalidade que ela tem.

Porém, alguns acontecimentos podem jogar um balde de água fria no casal (ou não). Portanto, para evitar spoilers que acabariam com toda a graça do livro, que não é pouca, a gente só pode dizer que a história vale a pena. Então, não deixe de acompanhar essa narrativa super bem construída e cheia de excelentes passagens.

Elle Kennedy

A escritora canadense Elle Kennedy é a autora da ordem dos livros de amores improváveis. Dessa maneira, passando por várias editoras ela é responsável por algumas séries de romance que fizeram sucesso. Algumas chegaram ao topo das listas de bestsellers como USA Today e New York Times.

Então, teve traduções e publicações em mais de vinte países ao redor do mundo. Com o livro O Acordo, o primeiro na ordem dos livros amores improváveis, ganhou prêmios como o People’s Choice Awards. Isso já no ano de lançamento do volume, o que trouxe ainda mais popularidade à série.

Porém, o sucesso não parou por aí. Ela ainda emplacou outro sucesso com a série Briar, que também possui quatro volumes. Hoje, ela afirma que a inspiração para escrever a ordem dos livros amores improváveis veio da sua paixão por Hóquei. Por isso, os fãs mais assíduos esperam que ela ainda seja apaixonada por muitas coisas. E que essas paixões continuem gerando excelentes obras.

Conclusão

Então, comentar sobre leitura é um ponto delicado. Isso porque tem uma pitada de gosto pessoal envolvido quando dizemos se algo é bom ou não. Por isso, no caso da ordem dos livros da série amores improváveis, é importante levar isso muito em consideração. Gosto é gosto, e a gente não pode negar que faz diferença no olhar.

Dessa maneira, se pensar na narrativa de todos os livros, é importante gostar do gênero para apreciar. Contudo, sob o ponto de vista crítico, a série é realmente boa, e cativante. O universo é regado de estereótipos: gente bonita, muita pegação e clichês de faculdade com garotos populares.

Porém, a mão da autora faz uma grande diferença na ordem dos livros na série amores improváveis. Então, ela torna tudo mais engraçado ou atrativo do que realmente parece. É possível sair do raso e superficial que o livro poderia cair, e entrar em algumas reflexões mais bacanas e profundas.

Além disso, a história é uma graça, e as cenas hot são um pitada a mais de criatividade, sem serem apelativas demais. Basicamente, dá para sentir calor sem ter vergonha alheia. E um dos pontos mais bacanas é ver o desenvolvimento de sentimentos pela ótica masculina (ainda mais em personagens tão triviais). 

Portanto, vale a pena sim aproveitar essa leitura gostosa. Ainda, se quiser uma dica: pode ser uma ótima série para aproveitar depois de livros mais densos. E se quiser mais sugestões, é só ver outros livros de romance aqui no blog. Aproveite para ficar por dentro das novidades e lançamentos do mundo literário.

Gostou de conhecer a ordem dos livros de Amores Improváveis? Veja outros posts recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.