elena ferrante melhores livros

Elena Ferrante: Biografia e Os Melhores Livros da Autora

Elena Ferrante é um verdadeiro fenômeno da literatura contemporânea, tendo escrito uma série de livros (você verá a lista dos melhores neste artigo) que fizeram enorme sucesso e atingiram muitas pessoas por todo o mundo. A autora é uma grande best-seller; para se ter uma ideia, apenas sua Tetralogia Napolitana — composta por 4 livros, obviamente — vendeu mais de 12 milhões de exemplares ao redor do globo, além de ter sido inspiração para uma série televisiva lançada pela HBO.

O que é ainda mais interessante é que Elena Ferrante é, na verdade, um pseudônimo de uma autora cuja identidade ainda é mantida em segredo. Com base em suas obras e em algumas entrevistas, podemos saber um pouco mais sobre a escritora enigmática, entretanto, muitas conclusões apresentadas na mídia não passam de meras especulações. Este é, de fato, um dos maiores mistérios do mercado editorial mundial!

Elena não dá muitas entrevistas e quando dá, logicamente, não as faz de maneira presente, mas sim por escrito e intermediadas por alguma editora. Ao explicar os motivos do anonimato, a autora lista a maior liberdade na escrita e a não influência de uma personalidade pública sobre a recepção de suas obras.

Bom, de uma coisa sabemos: a autora, desde 1991, quando publicou seu primeiro livro (Um Amor Incômodo), vem dando grandes contribuições para a literatura italiana e também mundial.

>>> Antes de prosseguirmos, gostaria de fazer uma recomendação: inscreva-se nos nossos outros meios de comunicação e receba cada novo conteúdo do nosso projeto em primeira mão: Instagram, Canal do Telegram e Canal do Youtube.

Biografia de Elena Ferrante e Curiosidades

Como já destacamos, Elena Ferrante é um pseudônimo de uma autora que mantém sua identidade em segredo e, portanto, não se tem muitas informações sobre a personalidade por trás das famosas obras que serão apresentadas neste texto. Por isso, não é possível apresentar uma biografia bem detalhada. Assim, temos de nos contentar com apenas aquilo que a Elena nos permite saber. Mas há pistas sobre a verdadeira identidade da autora…

Com base em suas obras e em suas poucas entrevistas, podemos concluir que a autora cresceu em Nápoles. Na verdade, é uma dedução bem fácil quando se lê a Tetralogia Napolitana, onde a autora apresenta a cidade com a total propriedade de quem a conhece muito bem. Sabe-se também que ela viveu fora da Itália por algum tempo, que se formou em estudos clássicos, que é tradutora e que é mãe.

Uma de suas obras virou recentemente série da HBO com sucesso estrondoso e serviu também apontar que a escritora que escondia-se por trás do pseudônimo chamava-se Anita Raja, uma escritora e tradutora de alemão nascida em Nápoles no ano de 1943. Já se especulava que ela fosse o verdadeira autora por trás da obra, como demonstram diversas reportagens polêmicas sobre quem, de fato, era Elena Ferrante. Por fim, os fãs tiveram ainda mais certeza quando, em 2020, durante a segunda temporada da séria, a personagem Elena Greco teve seu look, digamos assim, inspirado em Anita. 

Já com relação às obras de Elena Ferrante, você verá as principais à seguir:

Conheça os Melhores Livros de Elena Ferrante

Agora, listaremos os principais livros da autora numa ordem de relevância que consideramos coerente.

1  – Tetralogia Napolitana

a amiga genial melhores livros de elena ferrante

Esta obra na verdade, não se trata de um livro, mas sim de quatro livros. A Tetralogia Napolitana, também conhecida como Saga da Amiga Genial, é uma das obras mais influentes da autora. Aliás, já foi comentado neste artigo que esta série vendeu mais de 12 milhões de exemplares e ganhou uma adaptação para o streaming da HBO. Essa saga também é uma das obras recomendadas pelo blog das leituras para 2022.

A tetralogia de Elena Ferrante conta a história dividida por Elena Greco (Lenu) e Rafaella Cerullo (Lina). Lenu e Lina são meninas nascidas em um bairro extremamente pobre em Nápoles, após o final da Segunda Guerra Mundial.

A narrativa se inicia em A Amiga Genial, quando Elena (narradora da história), após saber do desaparecimento de sua melhor amiga — o que não foi uma surpresa, pois Lenu já sabia do desejo de Lina de desaparecer sem deixar rastros —, começa a escrever um livro contando a história delas.

Assim, em cada livro é narrada uma etapa da vida das duas amigas protagonistas. Da infância à velhice. Os livros que compõem a série são:

  1. A Amiga Genial; 
  2. História do Novo Sobrenome; 
  3. História de Quem foge e quem fica; 
  4. História da menina perdida.

2 – A Filha Perdida

a filha perdida elena ferrante

A Filha Perdida está entre os melhores livros de Elena Ferrante. O romance de 2006 fez um sucesso estarrecedor; tanto que recebeu uma adaptação cinematográfica com o mesmo título, que, inclusive, recebeu indicações ao Oscar de 2022. A obra foi citada aqui no blog recentemente quando publicamos um artigo sobre as adaptações de livros que ganharam indicações ao Oscar em 2022.

A narrativa conta a história da protagonista Leda, uma mãe, professora universitária e divorciada de meia idade.

Suas filhas, já crescidas, resolvem ir morar com o pai do outro lado do Atlântico, no Canadá. A princípio, Leda é tomada por um prazeroso sentimento de liberdade e não perde tempo ao iniciar as suas férias da melhor maneira possível: indo para o sul da Itália, para uma região litorânea.

Todavia, uma família barulhenta que encontrou por lá vai lhe trazer muitas lembranças do passado. Nina é a  jovem mãe de uma menina chamada Elena e a aproximação dela com a protagonista fará com que Leda entre em um processo profundo de auto análise, rendendo uma trama emocionante, profunda e reflexiva para os leitores.

3 – A Vida Mentirosa dos Adultos

a vida mentirosa dos Adultos

A Vida Mentirosa dos Adultos está entre os livros de mais sucesso de Elena Ferrante. Aqui, acompanhamos a trama de Giovanna, a protagonista que é a própria narradora da história.

A menina foi criada em um ambiente com um certo privilégio, mas que vive, em plena passagem da infância para a adolescência, momentos horríveis de questionamento e de desilusão com sua família e consigo mesma. Filha de um lindo casal de intelectuais, a menina escuta, entre discussões familiares, declarações de seu pai que simplesmente lhe tiram o chão.

Sendo comparada de maneira pejorativa à sua tia Vittória, a menina é apontada com falha de caráter e desprovida de beleza. Assim, se desenha uma transição para adolescência que não se caracteriza apenas pelas mudanças biológicas, mas também sociais, saindo de uma vida protegida e confortável para uma vida de incertezas e questionamentos, mas também de descobertas.

O tipo de romance que apenas Elena Ferrante sabe construir, com histórias domésticas que atingem uma profundidade inigualável e tocam os leitores de maneira a sentirem grande identificação.

4 – Um Amor Incômodo

Um Amor Incômodo

Seguindo a lista das melhores obras de Elena Ferrante, temos Um Amor Incômodo. Aqui, temos uma trama um pouco mais tensa do que as demais histórias da autora.

Acompanhamos Delia, que, aos 45 anos de idade, tem de retornar para Nápoles para enterrar sua mãe, cuja morte é um grande mistério. Amalia foi encontrada morta na praia sob circunstâncias suspeitas. Ela usava, no momento da morte, nada mais do que um sutiã caro.

Chega ao conhecimento de Delia, que os últimos momentos de sua mãe tinham apresentado situações esquisitas. Sérias revelações levam a protagonista a tentar desvendar o mistério.

Dessa forma, Delia, de volta às nostálgicas ruas de sua cidade natal, vai ao encontro de três homens do passado de sua mãe, para confrontá-los e obter respostas. Uma investigação emocionante e que traz reflexões e sentimentos característicos da escrita da autora.

5 – Dias de Abandono

Dias de Abandono

Entre os melhores livros de Elena Ferrante está Dias de Abandono, que foi um grande salto na carreira da enigmática autora. Com a publicação deste livro, que se deu originalmente em 2002, Elena alcançou grande relevância internacional. Inclusive, enaltecida pela crítica norte-americana.

Sua escrita afiada e elegante, desta vez, percorre a trama de Olga após um casamento fracassado. Em meio aos sentimentos de traição e de abandono, a protagonista se vê em uma nova realidade iminente, que se apresenta como um choque e arrebenta todas as colunas emocionais de Olga.

Mario e Olga, com seus dois filhos e um cachorro, viveram 15 anos de um casamento de altos e baixos. No entanto, precedências não indicavam a repentina decisão de Mario e, a partir desse momento, a protagonista entra em um processo doloroso e profundo de análise do passado, enquanto memórias e reflexões se misturam na cabeça de Olga.

Com essa obra, Elena Ferrante apresenta para o mundo sua forma de transformar questões domésticas e familiares em literaturas fortes e emocionantes.

6 – Uma Noite na Praia

Uma Noite na Praia

Em Uma Noite na Praia, Elena Ferrante traz uma incrível fábula destinada ao público infantil, mas também aos fãs de seus trabalhos. A narrativa é apresentada pelo ponto de vista de Celina, uma boneca abandonada na praia.

Mati, dona da boneca, após ganhar um gatinho de presente, esqueceu completamente de Celina, sua boneca favorita, que agora está em uma situação de completa tensão. Sem saber o caminho de volta para casa, a boneca vai enfrentar uma longa noite, cheia de surpresas e assombros. E a presença indesejada de um salva-vidas com seu ancinho será um de seus grandes problemas.

Os leitores poderão embarcar em uma aventura leve e bem humorada, que, ao mesmo tempo, oferece certa tensão. Uma jornada que só se finda ao início do dia.

7 – Frantumaglia

frantumaglia

Para os fãs da autora, este é um dos melhores livros de Elena Ferrante, pois aqui a autora fala mais sobre si. Nestas páginas, ela discorre sobre seus próprios pensamentos a respeito de seu trabalho. A autora explica o porquê de ter optado pelo anonimato, apresenta seus argumentos a respeito da defesa da lógica do mercado editorial, entre outras coisas…

Aliás, a autora também expressa sua preocupação enquanto suas obras ganham adaptações para as telas de TV, além de partilhar a desagradável sensação de criar uma história e se dar conta de que não é boa o suficiente.

Frantumaglia é um termo do dialeto napolitano que a autora sempre escutou de sua mãe e que considera como sendo muito importante no processo criativo. Podemos definir frantumaglia como uma paisagem mental instável, como se fosse escombros infinitos que se revelam como verdadeira e única interioridade do eu.

Este livro é um material autobiográfico, que revela muito a respeito da personalidade literária da escritora, que não nos mostra mais do que precisamos saber para que entendamos sua paixão única pela literatura.

Gostou de conhecer os melhores livros de Elena Ferrante? Veja outros posts recentes do blog!

Foto de Anastasia Zhenina no Pexels

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.