trilogia elenium

Trilogia Elenium: veja a ordem dos livros da fantástica saga

Essa é uma saga muito interessante, em que David Eddings segue, na criação de uma excelente história, os passos das fantasias clássicas, porém com uma originalidade incrível.

Muito conhecida também pelo nome do seu primeiro livro, O Trono de Diamante, a Trilogia Elenium é relativamente antiga, com seu primeiro livro tendo sido publicado em solo norte-americano no século passado. Contudo, o primeiro volume foi publicado no Brasil somente em 2015.

Talvez por isso, a quantidade de conteúdo sobre essa série na internet ainda seja pequena no Brasil. Inclusive, apesar de eu já ter encontrado os dois primeiros volumes publicados em Português brasileiro na Amazon, o último volume ainda não encontrei (apenas em Inglês).

No entanto, não se preocupe, até você terminar de ler os dois primeiros volumes é provável que o último já tenha sido lançado em território nacional. Os livros da saga vêm sendo lançados pela Editora Aleph.

O autor da Trilogia Elenium, David Eddings, um grande escritor norte-americano, que faleceu em 2009, possui muitas outras publicações maravilhosas, mas que ainda não foram publicadas em português. Aparentemente, apesar dele ter deixado de presente para os amantes da ficção um bom número de contos de fantasia, essa trilogia do escritor é a única que chegou a circular dentro do país verde e amarelo. 

É uma pena, pois o sucesso que as obras de David fazem internacionalmente indica que seus trabalhos são realmente muito bem feitos. Acho que as editoras brasileiras deveriam dar uma atenção maior para as criações desse escritor.

Para contextualizar a trama, simplificadamente, temos alguns grupos mais destacados: os clérigos (da igreja), a ordem dos cavaleiros Pandion, que são cavaleiros treinados, e os Styricos, que são um grupo de onde fazem parte os feiticeiros, magos, etc.

Bom, apesar de podermos considerar a série como um clássico representante da tradição do gênero “espada e magia”, a narrativa apresenta excelentes quebras de padrão e muita autenticidade por parte do autor. Inclusive, um humor bem acentuado está presente do início ao fim.

Enfim… Essa saga é uma série de fantasia épica, clássica, que comporta todos os elementos que uma boa trama desse tipo pode apresentar: cavaleiros, deuses, trolls, feiticeiras, magos, magia e muitas coisas mais… E, por isso, vou apresentar a você uma breve resenha/resumo sobre cada um dos volumes da Trilogia Elenium em ordem.

1 – O Trono de Diamante

O Trono de Diamante trilogia elenium

O Trono de Diamante é o primeiro livro da Trilogia Elenium.

A narrativa se inicia quando começamos a seguir os passos do cavaleiro Sir Sparhawk, retornando a Elenia, sua terra natal, depois de 10 anos de exílio. Isso mesmo, por ordem do pai da atual rainha, ele foi exilado.

Ao retornar à sua casa, Sparhawk descobre que a rainha, Ehlana, filha do antigo rei que o exilou, está doente. Uma doença misteriosa; a mesma que levou o falecido monarca.

Utilizando de recursos mágicos, uma Styrica muito poderosa, juntamente com alguns cavaleiros da ordem Pandion, fez um feitiço para que ela pudesse ser preservada adormecida, no seu próprio trono, dentro de um invólucro com barreiras de diamante. Dessa forma, Ehlana é mantida viva por meio de forças sobrenaturais.

O feitiço está funcionando bem e, por isso, o coração da rainha continua batendo. Entretanto, não por muito tempo, pois, em um ano, caso não encontrem a solução, será tarde demais!

E é então, que Sparhawk tem um grande desafio, sendo protetor da rainha, que ele conhecia desde pequeno. O protagonista terá uma grande trama pela frente, enfrentando incessantemente o tempo, pessoas importantes e perigos de toda sorte.

Apesar do foco estar no Sparhawk, temos alguns personagens coadjuvantes que, estando na mesma busca que o protagonista, complementam a narrativa de maneira majestosa, principalmente pela pegada de humor que eles dão para a história.

Trata-se de uma narrativa bem corrida, em todos os sentidos, e, também, bem agitada em termos de ação, pois a necessidade de encontrar uma solução imediata para salvar a rainha leva a isso. Todavia, David consegue manter uma fluidez agradável na sua escrita, levando o leitor em uma jornada satisfatória de ação e magia.

Apesar da narrativa, em terceira pessoa, correr facilmente em termos de legibilidade, há muitos nomes, organizações, personagens e coisas que realmente enchem a história, o que pode dificultar um pouco o entendimento. Contudo, por outro lado, observando aspectos positivos, esse tipo de coisa dá um grande volume à história, entregando um mundo paralelo completo, ao longo de exatamente 408 páginas, para os leitores mergulharem e esquecerem por algumas horas tudo à sua volta para curtir esse encantador universo criado por David Eddings. 

2 – O Cavaleiro de Rubi

O Cavaleiro de Rubi

Em O Cavaleiro de Rubi, David Eddings dá uma continuação sequencial à narrativa do primeiro livro da Trilogia Elenium, ou seja, a trama 2 inicia no momento exato em que acaba O Trono de Diamante.

O segundo volume começa a partir daquele momento em que – no primeiro livro – algumas pistas dão indício sobre o que será preciso para curar a rainha. Esse acontecimento serviu para atiçar a curiosidade e anseios pelo próximo volume.

Sendo assim, Sparhawk e seus amigos estão prestes a encarar uma jornada muito perigosa em um mundo desconhecido e misterioso. A missão de encontrar um artefato antigo, que está perdido há séculos, chamado Bhelliom, permeia toda a trama.

Um detalhe muito interessante do livro é que ele revela passados importantes sobre a de onde se originou a forte relação entre Sparhawk e a Rainha Ehlana. Em uma pincelada envolvendo os ancestrais dos dois, o autor revela como foi estabelecida a interessante ligação entre as duas famílias.

Armadilhas, monstros, magia, lutas, exércitos, pistas falsas que se misturam com as verdadeiras, compõem as aventuras do protagonista e sua galera bem humorada, ainda em busca de salvar a sua líder.

A narrativa se passa nos confins mais remotos do continente Eosia, que, aliás, é muito bem construído pelo autor; com direito a mapa e tudo…

Enquanto, os heróis, Sparhawk e seus aliados, seguem em uma corrida épica contra o tempo, forças místicas se levantam contra o defensor da rainha e, então, as ameaças sobrenaturais se tornam cada vez mais intensas.

Algo interessante a ser ressaltado é que em meio a toda essa trama de lutas e magia, há muitos conflitos políticos e religiosos que se dão por conta de interesses próprios de pessoas de caráter repugnante. Em especial, temos um personagem que age com total má fé diante da ausência da rainha no poder.

“Sabe de uma coisa: sempre achei que os ladrões fossem as pessoas mais ardilosas do mundo, mas nobres e clérigos fazem com que pareçamos simples amadores.”

Essa frase, é dita em O Trono de Diamante. Serve para dar uma ideia de como esse tipo de intriga está presente na narrativa.

Bom, já que você chegou até aqui, quero te recomendar uma outra saga de fantasia muito boa, que se chama Trilogia do Mago Negro.

3 – A Rosa de Safira (The Sapphire Rose)

A Rosa de Safira

Este é o terceiro e último livro na ordem da Trilogia Elenium

Esse volume ainda não está disponível em Português. Contudo, como os volumes anteriores foram publicados recentemente, acredito que a publicação do terceiro esteja em andamento.

Em A Rosa de Safira, o autor dá um desfecho digno à narrativa.

Finalmente, Sparhawk têm em mãos a jóia que tanto procurava na segunda trama; a jóia misteriosa é a única coisa que pode salvar a Rainha Ehlana da enfermidade que matou seu pai.

O cavaleiro protagonista, juntamente com a ajuda de poderosos Styricos, se apressou para tirar a monarca da proteção cristalina que a manteve viva, ao passo que tentava descobrir uma cura.

Mas, agora, com a solução em mãos, Sparhawk está diante de perigos iminentes, pois a jóia, Bhelliom, traz consigo perigos místicos e sombrios…

Dessa forma, libertar a rainha seria apenas o começo de uma nova jornada abarrotada de desafios perigosos.

Crédito de foto: Editora Aleph

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.