trilogia do mago negro

Trilogia do Mago Negro – Uma leitura mágica!

Em um mundo de fantasia completamente atípico e original, Trudi Canavan desenvolve uma narrativa lindíssima através dos textos dos livros da Trilogia do Mago Negro.

Quando mencionamos o gênero fantasia, acredito que muitas pessoas logo se remetem àquele tipo de série young adult que já estamos tão acostumados, porém a trilogia em pauta neste artigo se caracteriza como um pouco mais adulta.

Trudi Canavan, autora da trilogia, ao criar esse incrível universo mostrou uma habilidade criativa impressionante. Pois, o mundo apresenta vários elementos que são criações completamente originais, ou seja, que só existem entre as capas dos três livros da saga. Por exemplo, certas vegetações, animais, alimentos, lugares, entre outras coisas, são criações próprias da escritora.

No entanto, apesar da originalidade dessa obra literária, a mesma apresenta estruturações políticas e problemáticas sociais que são semelhantes às que facilmente encontramos em qualquer história real.

Para exemplificar o que quero dizer: os textos da Trilogia do Mago Negro descrevem uma sociedade bem caracterizada pela desigualdade, injustiça, brutalidade, criminalidade, totalitarismo… Que aliás são situações vivenciadas de perto pela protagonista e, portanto, são coisas bem destacadas.

Ao contrário do que sugere o título da saga, a protagonista é uma menina adolescente chamada Sonea. Uma garota pobre que vive em uma área suburbana, e que aparentemente é alguém totalmente insignificante em âmbito social.

Contudo, descobre-se como alguém que tem um destino grandioso, e com capacidade de fazer coisas extraordinárias.

O lançamento de obras desse tipo com protagonistas femininas é algo excelente e muito cooperativo quanto à construção de sociedades mais evoluídas e plurais. Sabemos que normalmente, principalmente nesse tipo de narrativa, sempre houve por parte dos autores uma preferência por protagonistas masculinos. Entretanto, algumas obras literárias inspiradoras para as mulheres vêm sendo lançadas nas últimas décadas.

*Alerta de spoilers – esse artigo contém spoilers dos livros.

1 – O Clã dos Magos (448 pág)

O Clã dos Magos ordem

Com O Clã dos Magos, Canavan lançou a Trilogia do Mago Negro. O lançamento teve uma aceitação estarrecedora por parte do público e, então, no primeiro ano já estava na lista dos livros mais vendidos do país. 

Tamanho foi o sucesso que esse primeiro volume da ordem dos livros de Trilogia do Mago Negro chegou a ser reconhecido como a estreia de saga de fantasia mais bem sucedida em 10 anos (lembrando que é um livro antigo, de 2001).

Tendo em vista que foi a primeira obra lançada da autora, podemos concluir que poucas coisas poderiam ser melhores do que isso. 

Mesmo sendo uma obra literária de grande prestígio internacional, só chegou a estrear no Brasil em 2012 pela Editora Novo Conceito.

Sonea é uma jovem pobre que vive nas favelas Imardin, capital do reino da Kyralia. A menina alimenta um ódio intenso pela nobreza, pelo rei e também pelos magos. Em especial, a protagonista guarda um ódio pessoal e ardente pelos magos. Uma grande ironia!

Esse ódio se dá principalmente pelo evento chamado de purificação, onde parte dos membros do clã dos magos são enviados pelo rei para que expulsem os pobres, moradores de rua e pedintes da cidade grande. Assim, os “miseráveis” têm de retornar para os subúrbios de onde vieram.

Durante a “purificação”, Sonea presenciava até fatalidades devido a violência e o tumulto, que ocorre uma vez por ano. A protagonista, quando finalmente conseguiu migrar para a cidade com sua família, durante esse evento, foi expulsa. Dessa forma, o ódio apenas crescia dentro da pobre menina.

De volta a periferia, Sonea esbarrava com seus velhos amigos, garotos rebeldes e pequenos criminosos, que têm como líder o melhor amigo da protagonista.

Seus amigos, uma vez por ano, se reúnem para apedrejar os magos durante o injusto e opressor evento, mas apenas como sinalização de protesto, já que os projéteis em nada afetariam os poderosos magos, pois envoltos por um escudo mágico, nada lhes poderia atingir.

No entanto, durante um protesto desses, movida por um profundo ódio, e também por um sorriso maléfico de um dos magos em especial, Sonea arremessa uma pedra, depositando toda sua energia natural e sobrenatural naquele ato. Então, a pedra atravessa o escudo e acerta o mago, desfazendo aquele sorriso profano e soberbo.

A partir desse momento, nada mais será como era antes na vida da menina. Antes de Sonea, apenas jovens de origem aristocrata se tornavam magos, mas agora o clã está em busca da menina, que fugiu pelos confins das favelas, para ensiná-la a dominar seu poder e fazê-la se unir a eles, ou deixá-la ir embora sem suas habilidades sobrenaturais.

Vai ser legal descobrir que nem todos os magos são tão repulsivos assim! Aliás, o novo horizonte que espera a Sonea abre espaço para um romance que vem na dose exata para tornar a narrativa de fantasia numa aventura completa.

2 – A Aprendiz (544 pág)

A Aprendiz

Ainda no primeiro volume, a protagonista, dotada de grande poder, percebe o quão difícil será dominar suas incríveis habilidades sozinha. Ela se deu conta de que um mago selvagem, sem o treinamento adequado, pode colocar a vida de outras pessoas em risco e, por isso, tomou a decisão de seguir para o Clã dos Magos.

Este é o segundo volume da ordem dos livros de Trilogia do Mago Negro. Em “A Aprendiz”, Sonea inicia sua jornada educacional no Clã dos Magos. Apesar de que os treinamentos certamente são bem intensos, a maior adversidade que a protagonista terá de enfrentar será a difícil aceitação por parte da comunidade dos magos, pois o preconceito, assim como no mundo real, no universo criado por Canavan é muito acentuado. 

Então, como a poderosa menina é a única que não nasceu em berço de ouro, os olhares são no mínimo incômodos. Assim, a “favelada” tem que lidar com boatos maldosos, fofocas, furtos, emboscadas e tudo que é possível para tornar essa experiência bem desagradável. Parece que a grande maioria das pessoas naquele lugar têm o claro objetivo de fazê-la desistir.

Todavia, alguns personagens da trama têm pretensões de ajudar a protagonista e são pontos chave para que a menina tenha sucesso na sua jornada na escola de magos.

Temos o Rothen, que é o guardião da Sonea. Ele conquistou a confiança dela e a tornou sua aprendiz. Todos já sabemos que ela tem um potencial incrível, mas esse personagem será imprescindível para que a “nossa garota” consiga evoluir e se tornar uma grande maga.

A Sonea descobriu um grande segredo de um dos personagens mais importantes da trilogia – O Mago Supremo, Akkarin. Em um determinado momento, a Sonea presenciou, sem que o Akkarin percebesse, uma cena em que ele fazia algo estranho com o Takan.

Mesmo sem dizer o que viu, o Lorlen, poderoso mago, viu através das memórias da aprendiz o que havia ocorrido. Ele estava praticando magia negra! Agora, Sonea, Rothen e Lorlen sabem do segredo; e esse mistério ficará matutando na cabeça deles a partir de agora.

Já que você, leitor, que está aqui neste artigo, parece gostar do gênero fantasia, gostaria de fazer uma outra recomendação de leitura: Princesa das Cinzas. Recentemente fiz um post aqui no blog sobre essa saga.

3 – O Lorde Supremo (624 pág)

O Lorde Supremo

Este é o terceiro e último volume da ordem dos livros de Trilogia do Mago Negro. Trudi Canavan, que desde o início conduzia a bela saga em livros volumosos, neste último, trouxe o volume com a maior quantidade de páginas. Acredito que é o suficiente para saciar os leitores sobre todas as pendências deixadas pelas tramas anteriores. Assim, com uma escrita bacana e refinada, a autora dá um desfecho digno à saga.

Em O Lorde Supremo, como o título sugere, temos uma visão mais destacada e abrangente sobre aspectos envolvendo O Mago Supremo.

Neste volume, preocupado com o grande mistério, Rothen continua fuçando a vida do mais poderoso dos magos para tentar descobrir algo. Ele suspeita que o Akkarin tenha descoberto algo grandioso e maligno, e acredita que a Sonea possa estar em perigo.

Akkarin descobre que seu segredo não é mais tão secreto assim; e quando isso acontece, ele faz de Sonea sua aprendiz, pois ele sabe que ela é a aluna mais poderosa do clã, e tem um potencial imenso.

Assim, mesmo com certo temor por parte da protagonista, em relação às pretensões do poderoso mago, vemos a Sonea focada e em um processo de evolução árduo.

Então, ao pedir ajuda para a sua aprendiz, Akkarin revela para Sonea o seu segredo, e conta sobre o que ele vem combatendo secretamente. Dessa forma, contrariando as expectativas, o Mago está se preparando para um grande mal que está para chegar sobre o Reino de Kyralia.

Saiba mais sobre Trudi Canavan

Trudi Canavan é uma escritora australiana. A autora tem uma grande vocação para criar histórias de fantasia. Portanto, é muito conhecida por suas obras A Trilogia do Mago Negro e A Idade dos Cinco.

Nascida na cidade de Melbourne, na Austrália, em um interior suburbano, Canavan desde cedo já demonstrava seu interesse por arte, escrita e música, como uma jovem de muita criatividade.

A escritora se formou em design promocional numa universidade de sua cidade. Assim, enquanto ela não se firmava como escritora, trabalhava como designer gráfico.

Gostou de conhecer mais sobre a Trilogia do Mago Negro? Veja outros posts recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.