the 100 ordem livros

The 100: Ordem dos Livros e Curiosidades da Série

O tema de hoje é uma série de livros que fez e faz muito sucesso na atualidade, tanto que ganhou sua adaptação para as telinhas e virou uma das séries mais assistidas da Netflix. Por isso, nosso blog, que tem o objetivo de falar sobre obras literárias de plena qualidade, não poderia deixar de ter um artigo falando especialmente sobre os livros da saga The 100 em ordem.

The 100: Os escolhidos é o primeiro volume da saga de ficção científica young adult de Kass Morgan que inspirou a série de TV da CW e conquistou fãs no mundo todo. A série possui atualmente sete temporadas e, no Brasil pode ser vista na NETFLIX. Os livros contam uma história de um futuro do planeta Terra, onde o mesmo teria sido devastado em um apocalipse nuclear. Então a impossibilidade de sobreviver no solo devido ao nível da radiação ocasionou na necessidade de que os humanos deixassem a superfície e fossem para o espaço.

Olha, deixando o formalismo completamente de lado, eu tenho que dizer: cara, eu me amarro num conto futurístico bem feito, sabe… Essas tramas que supõem um futuro pós apocalíptico, quando bem feitas, são fascinantes.

Além do mais, Kass Morgan, autora da série de livros, consegue reunir “temperosamente” os ingredientes de uma boa narrativa, como drama, ação, romance, suspense, ficção científica e etc. Uma receita dessas parece quase impossível de dar errado. Acho que se o escritor souber conduzir o enredo nos moldes certos, tudo vai bem.

É claro que digo isso do alto da minha ignorância, pois nunca escrevi um livro. Mas enfim… A Morgan fez um trabalho excepcional ao escrever os textos da saga.

Um pouco sobre os personagens:

Uma característica muito bacana da saga The 100 é que ela é bem descentralizada. Então, em meio aos 100 “escolhidos” tentando sobreviver em solo, podemos acompanhar o desenvolvimento de muitos personagens carismáticos, que nos fazem sentir tão próximos e apaixonados.

Assim, dentro do contexto da dificuldade para sobreviver, observamos conflitos, romances, desilusões, ciúme…

Temos a Clarke e seu ex-namorado, Wells, filho do chanceler, que quando descobriu  que ela seria mandada para a Terra, cometeu um ato criminoso para ser preso e, assim, poder ir junto.

Temos o Bellamy, que fez um guarda de refém para poder ser incluído na viagem, pois sua irmã, Octavia, está entre os presidiários. Não era permitido ter mais de um filho na colônia, porém a mãe de Octavia conseguiu esconder durante muito tempo, por isso, esses são os únicos irmãos de todas as naves.

Enfim, temos mais um bocado de personagens legais, mas você poderá conhecê-los melhor quando tiver os livros em mãos.

Agora vamos entrar em mais detalhes sobre cada um dos livros da série The 100 em ordem.

The 100: Os Escolhidos

The 100: Os Escolhidos

Este é o primeiro volume na ordem dos livros The 100.

Como eu já tinha dito anteriormente, por conta de um apocalipse nuclear, a terra ficou completamente inabitável. E agora os humanos vivem em estações espaciais. Agora, três naves são a casa da humanidade: Walden, Arcádia e Phoenix.

Então, muito tempo depois do “fim do mundo” é quando começa a narrativa. Diante de uma situação social complicada, as pessoas vivem sob regras extremamente rígidas dentro das naves. Há algumas regras que, se deixarmos de lado os valores da liberdade que acreditamos, parecem ser compreensíveis.

Porque, por exemplo, há um controle rígido sobre o nascimento de crianças, e também temos a questão da criminalidade, pois, devido a falta de recursos, qualquer pessoa que cometa algum crime, mesmo que seja fútil, pode ser punida com a morte.

E agora entramos num assunto que vai te ajudar a entender o enredo e, inclusive, o porquê do nome The 100 dos livros.

Por consequência da falta de recursos nas colônias espaciais, algumas pessoas consideradas criminosas (100 para ser exato), são escolhidas para serem usadas como “cobaia”. “Cobaia” no sentido de que elas serão mandadas para a Terra como teste para saber se os níveis de radioatividade já diminuíram a ponto de permitir que alguém sobreviva sobre a superfície.

Um detalhe cruel, é que as expectativas dos líderes de que a terra já fosse habitável novamente eram de chances pequenas. Entretanto, devido a escassez de recursos, decidiram acelerar o processo, até porque se desse errado, seriam menos 100 pessoas consumindo recursos dentro das naves.

Porém, para a surpresa de todos, a radioatividade não matou ninguém, pois a Terra está perfeitamente favorável à vida, e… Completamente diferente do que eles pensavam!

Ah! Eu não posso deixar de falar sobre algo que me deixou muito empolgado: perceber os personagens descobrindo o mundo e se encantando com as maravilhas que, antes, eles só ouviam em histórias foi emocionante. Era como se eu pudesse ver os olhos deles brilhando ao observar o pôr do Sol, ou ao ver um animal pela primeira vez.

The 100: Day 21

The 100: Day 21

Este é o segundo volume na ordem dos livros da saga The 100. Este livro traz muitas revelações surpreendentes a respeito dos personagens e dos seus passados, e também sobre a história do mundo e de sua destruição. 

E para deixar as coisas ainda mais interessantes, eles descobriram algo inimaginável: já havia outros povos vivendo no planeta há tempo e, acredite em mim, eles não são nem um pouco receptivos, tornado o ambiente tão hostil quanto uma arena de gladiadores.

Então 21 dias depois de os 100 aterrissarem no globo, muitos novos personagens são inseridos na trama, tornando-a cada vez mais interessante, enquanto os sentimentos que predominam no conto são os de medo e tensão.

Pressionados e receosos com tudo que se movimenta a sua volta, os “escolhidos” vão aprendendo as leis da selva numa luta quase sem trégua pela sobrevivência. Mesmo assim, como bons adolescentes, eles encontram tempo para seus conflitos pessoais, romances e DRs. Você sabe… Hormônios!

Day 21 é uma continuação digna do primeiro volume, pois mantém muito bem o ritmo da trama e, talvez por começar exatamente onde o primeiro livro termina, dá uma fluidez altamente satisfatória à leitura.

Apesar de ter sido um volume muito revelador, muitos fãs da saga ficaram um tanto insatisfeitos, pois sentiam a necessidade de obter mais explicações sobre o que devastou o mundo e sobre como aqueles povos estavam vivendo na Terra, quando deveriam ter sido sucumbidos pela radiação. No entanto, por que fornecer todas as explicações e cortar parte do prazer da leitura se ainda viriam mais 2 volumes depois desse?

The 100: De Volta

The 100: De Volta

No segundo volume da série de livros, a situação na Colônia estava um verdadeiro caos, e quase chegando no seu limite. Aliás, um fato cruel é que nas naves de transporte havia muito pouco espaço. Sendo assim, sabemos que muitos terão de ser deixados para trás; e alguns estão conformados, outros revoltados. Uma  tremenda confusão!

A chegada deles foi extremamente brusca, e deixou muitos feridos e até mortos; um cenário triste de luto, até porque, o pensamento ainda se eleva aos amigos e familiares que nunca mais vão ver.

Então, agora, em De Volta (terceiro volume na ordem dos livros The 100), quando os 100 começam a perceber naves riscando o céu, eles sabem que o povo do céu está de volta à Terra, e parece que será definitivo.

Contudo, os líderes da colônia espacial estão decididos a manter a ordem entre os indivíduos em solo, porém suas leis estão muito longe de ser justas. Assim, como se não bastassem todas as adversidades que os 100 encontraram na superfície, eles têm mais uma grande luta a travar pela sua liberdade.

Antes de prosseguir, já que você parece gostar de histórias futurísticas e distópicas, quero te deixar uma recomendação de livro que talvez você goste também: Trilogia Scythe. Quando tiver um tempo, dê uma olhada.

The 100: Revolta

the 100 revolta

Enfim chegamos ao último volume na ordem dos livros da série The 100. E ainda estamos acompanhando toda a dificuldade que os 100 têm para conseguir se estabelecer e iniciar o processo de reconstrução da humanidade. 

Faz um mês desde que as pessoas da colônia chegaram ao chão. E alguns dos adolescentes agora exercem papéis de liderança.

Então, em meio a um pequeno período de tempo que parecia ser descontraído entre os colonos e os terráqueos, algo horrível aconteceu. Eles foram atacados por um povo estranho barulhento que esbravejava um grito de guerra peculiarmente intimidador. Os selvagens matam a muitos, levam vários presos e roubam recursos imprescindíveis. 

Assim, gera-se uma das problemáticas centrais do quarto livro, pois Bellamy e sua namorada Clarke descobrem que três dos seus (Wells, Octavia e Glass) foram pegos e, então, juram que vão resgatá-los, custe o que custar. 

Ao passo que Bellamy e Clarke tentam resgatar os três, os mesmos vão sofrendo uma gradativa lavagem cerebral em um cativeiro absolutamente incomum. Os misteriosos sequestradores tem um objetivo serenamente ordinário, pois sua pretensão é “curar” a terra e crescer o seu povo, porém eliminando todos os outros que habitam sobre o solo.

Enquanto isso, Bellamy e Clarke vivem um grande impasse, pois não conseguem se entender e chegar a um acordo sobre o plano de resgate. Uma confusão sem fim!

Espero que eles entrem logo em um consenso e consigam bolar um excelente plano ou algum grupo se junte a eles na busca, senão os capturados terão um destino horrendo.

Bom, acredito que a autora, Kass Morgan, ao concluir a saga The 100, olhou para a sua criação e sentiu um profundo orgulho de si mesma. Eu me sentiria assim se criasse uma grande ficção dessas.

Gostou de conhecer a ordem dos livros de The 100? Veja outros posts recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.