ordem dos livros da fundação

A Fundação de Isaac Asimov: Ordem dos Livros e por onde começar

Não vou mentir… Eu conheci a série de livros da Fundação de Isaac Asimov por meio de um comentário de um leitor que sentiu falta do livro no meu ranking de melhores livros de ficção científica de todos os tempos. Então, após ver o comentário, fui atrás das informações sobre a ordem dos livros da Fundação e os componentes que envolvem tal universo fictício. 

Para quem já ouviu falar de Isaac Asimov, mas não se recorda de onde, ele também é o autor de Eu, Robô, história que ficou imensamente conhecida por ser interpretada por ninguém mais, ninguém menos que Will Smith nos cinema. 

Também é digno de nota que essa série de livros é inspirada nas ideias desenvolvidas por Edward Gibbon em seu livro História do Declínio e Queda do Império Romano, que narra o triunfo dos Bárbaros e da religião sobre as nobres virtudes romanas que Gibbon tanto admirava.

Fica clara a inspiração quando analisamos a saga de livros da Fundação. Ela conta a história da humanidade num futuro muito, muito distante, quando um cientista que se chama Hari Seldon prevê o fim do império humano. Essa tragédia é considerada inevitável, mas ele arquiteta um plano ousado para reconstruir a glória dos humanos. 

Inicialmente foram publicados apenas 3 livros, por isso muita gente conhece essa séria como A Trilogia da Fundação, porém, hoje, a saga conta com 7 livros. 

Para conhecer bem a obra, vamos apresentar a ordem dos livros da Fundação de Isaac Asimov por evento cronológico, bem como uma pequena sinopse de cada livro. 

Bem vindos a essa jornada futurística. 

Prelúdio à Fundação

prelúdio ordem dos livros da fundação

No romance, o Império Galáctico é uma extraordinária conquista da humanidade. Seu domínio se estende por 25 milhões de mundos. Trantor, sua capital, é uma gigantesca metrópole povoada por 40 bilhões de habitantes. Um deles, no entanto, está destinado a transcender sua própria existência, embora não tenha consciência disso. Ele é Hari Seldon, o criador da psico-história. Baseada em equações matemáticas, sua ciência será, um dia, a pedra fundamental da Fundação.

Cronologicamente, essa é a primeira obra a ser lida dentro da ordem de livros da Fundação. 

Origens da Fundação

origens da fundacao

Neste romance, o planeta natal da raça humana foi destruído. Mesmo com esse revés, os seres humanos foram capazes de expandir o seu domínio sobre outros 25 milhões de mundos. Como primeiro-ministro do Império, Hari Seldon, possui grande poder e deve contribuir para que a expansão universal nunca pare. Porém, ao perceber que esse impressionante número de mundos habitados podem mascarar o possível fim da realidade como a conhecemos, Seldon passa a questionar o que fazer para manter a humanidade viva.

A obra traz tudo que se espera de Asimov: cenários grandiosos, tramas complexas, personagens incríveis, reviravoltas e muito mais do universo da Fundação.

Cronologicamente, essa é a segunda obra a ser lida dentro da ordem de livros da Fundação. 

Fundação

ordem dos livros da fundação isaac asimov

Há doze mil anos, o Império Galáctico reina, absoluto, sobre todos os mundos habitados. Mas esse reinado ignora um futuro terrível: uma crise levará a humanidade a uma era sombria de ignorância e barbárie que se estenderá por milênios.

O único homem a prever a tragédia é Hari Seldon, que a partir de uma ciência recém-descoberta, a psico-história, cria um plano para preservar todo o conhecimento humano e evitar o declínio da civilização. Esse plano será a última esperança da humanidade e deverá ser colocado em prática, através dos séculos, pelos membros da Fundação.

Cronologicamente, essa é a terceira obra a ser lida dentro da ordem de livros da Fundação. 

Fundação e império

fundação e império

Graças a sua ciência e tecnologia superiores, a Fundação sobreviveu às investidas de guerra de seus vizinhos. No entanto, seus membros devem, agora, enfrentar o que restou de um Império que, embora agonizante, ainda é a força mais poderosa da Galáxia.

Para frear as ofensivas de um ambicioso general, estudiosos e cientistas depositam suas esperanças nas profecias de Hari Seldon. Mas nem mesmo ele previu o surgimento de uma inteligência mutante capaz de transformar homens determinados em escravos obedientes: o Mulo, uma criatura extraordinária, instiga uma guerra contra a Fundação.

Na continuação da saga pela salvação do conhecimento da humanidade, Isaac Asimov leva o estudo do conflito humano a um novo patamar, demonstrando que os padrões científicos podem não conseguir calcular uma variante fundamental: o comportamento humano.

Cronologicamente, essa é a quarta obra a ser lida dentro da ordem de livros da Fundação. 

Segunda Fundação

segunda fundacao

Os rumores da existência de uma Segunda Fundação começam a se espalhar por todos os cantos da galáxia. A corrida para encontrá-la se inicia, e cada um tem os próprios motivos para querer saber onde ela está. As teorias são diversas, mas o mistério lançado por Hari Seldon ainda não foi solucionado.

Escondidos em algum lugar nos confins da galáxia, os cientistas que guardam a Segunda Fundação ainda detêm todo o conhecimento humano e as leis da psico-história. Quando Arcádia Darell, uma garota de catorze anos, desobedece às ordens de seu pai e parte para uma aventura para investigar seus estudos sobre o Plano Seldon, torna-se a única esperança da humanidade.

No último volume da trilogia original, Isaac Asimov encerra com maestria a história iniciada em Fundação. Dinâmico e empolgante, o conflito final guarda surpresas e revelações chocantes.

Cronologicamente, essa é a quinta obra a ser lida dentro da ordem de livros da Fundação. 

Limites da Fundação

limites da fundacao

Após quinhentos anos, o plano de Hari Seldon parece seguir seu objetivo sem maiores problemas. De fato, a Fundação agora é a capital de uma federação que domina metade dos mundos conhecidos. Existe, no entanto, quem duvide da calmaria e do bom encaminhamento do Plano, a ponto de acreditar que a Segunda Fundação está viva e que, secretamente, ainda controla o destino de todos.

Cronologicamente, essa é a sexta obra a ser lida dentro da ordem de livros da Fundação. 

Fundação e terra

ordem dos livros da fundação

Neste romance, que dá continuidade ao livro Limites da Fundação, as dúvidas do Conselheiro Golan Trevize quanto ao bom andamento do plano milenar de Hari Seldon levam-no a uma jornada rumo aos limites da galáxia. Seu destino é o planeta que deu origem a todo o antigo Império, um lugar chamado Terra. Uma missão inglória, visto que todos os registros da existência desse lugar mítico parecem ter sido apagados. Com a ajuda do historiador Janov Pelorat e da intrigante Júbilo, Trevize vaga pelas estrelas tentando solucionar o mistério que pode elucidar a origem da humanidade e da própria Fundação

Cronologicamente, essa é a sétima obra a ser lida dentro da ordem de livros da Fundação. 

Gostou de conhecer a ordem dos livros da Fundacação de Isaac Asimov? Veja também outros posts recentes abaixo!

5 comentários em “A Fundação de Isaac Asimov: Ordem dos Livros e por onde começar”

  1. Olá, o próprio Asimov escreveu uma nota no início de Prelúdio que diz que é necessário ler 14 livros para entender perfeitamente o universo em que se encontra A Fundação. Ele lista a ordem cronológica ficcional e não a ordem em que as obras foram escritas, semelhante ao que você fez aqui.
    Desse modo, você vai descobrir que não foi Hari Seldon que criou a psicohistória e obviamente que eu não vou dar spoiler para não estragar a surpresa (sério, é genial!).
    Boa investigação!

    1. Olá, Cristina, tudo bem?
      Agradeço o comentário.

      Estamos cientes da ordem proposta por Asimov sobre livros que fazem referência à Fundação, por exemplo “Eu, Robô” que seria o primeiro indicado na ordem de leitura proposta em Prelúdio. Como esses textos fazem parte do universo da história, não da narrativa principal, atualizaremos em breve o conteúdo com essas informações.

      Obrigado, a participação dos leitores é muito importante!!

    1. Olá, João, agradecemos a mensagem.
      No Brasil, o livro Foundation’s Edge foi traduzido primeiramente como Fundação II. Porém com a adição de novas obras que se situam antes e depois dessa história, o nome parou de fazer sentido. Atualmente, esse livro está traduzido como Limites da Fundação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.