Este é um dos maiores clássicos da ficção científica de todos os tempos. Os lagartos gigantes dominaram o planeta Terra durante a era Mesozóica — há 251 a 65 milhões de anos — e na década 90 dominaram tanto a literatura quanto os cinemas. Bom, provavelmente você conhece a adaptação que fez um sucesso estarrecedor nas telonas, mas será que você conhece os livros de Michael Crichton, que deram origem aos filmes? Conheça agora a ordem dos livros de Jurassic Park

Jurassic Park – Os Livros Clássicos de Michael Crichton

Este é um dos maiores clássicos da ficção científica de todos os tempos. Os lagartos gigantes dominaram o planeta Terra durante a era Mesozóica — há 251 a 65 milhões de anos — e na década 90 dominaram tanto a literatura quanto os cinemas. Bom, provavelmente você conhece a adaptação que fez um sucesso estarrecedor nas telonas, mas será que você conhece os livros de Michael Crichton, que deram origem aos filmes? Conheça agora a ordem dos livros de Jurassic Park.

Michael Crichton foi realmente um escritor fenomenal e talvez ele tenha sido a pessoa mais certa do mundo para escrever livros sobre dinossauros. No entanto, o grande sucesso dessas obras deve muito também à seguinte questão: quem não ama essas criaturas pré-históricas? Seja adulto, criança ou adolescente, os dinossauros são capazes de cativar a todos.

Milhões de cópias vendidas podem comprovar o que estou falando e bilhões de dólares arrecadados em bilheteria mostram que mesmo cerca de  trinta anos depois do lançamento do clássico, o interesse das pessoas pelos grandalhões não diminuiu.

Jurassic Park é uma aventura sem igual, levando os leitores por tramas que exploram o suspense, o terror e a ficção científica. Aliás, Crichton tinha total base científica para criar esta narrativa, pois, além de ser um excelente autor, era também um médico brilhante, conhecedor de engenharia genética.

>>> Está gostando de conhecer a ordem dos livros de Jurassic Park? Para você não perder mais nenhum conteúdo que venhamos postar, inscreva-se no nosso canal do Telegram e no nosso Instagram e você será notificado sempre que sair algo novo aqui. Além disso, fique ligado no nosso canal no Youtube.

1 – O Parque dos Dinossauros

O Parque dos Dinossauros

Em Jurassic Park, Michael Crichton dispõe de toda sua criatividade e conhecimento científico para criar uma trama excepcional! 

Uma impressionante técnica de recuperação de DNA pré-histórico foi descoberta e agora John Hammond pretende transformar a Ilha Nublar, uma ilha fictícia da Costa Rica, em um verdadeiro parque de atrações turísticas, clonando os dinossauros e recriando o período jurássico na ilha.

Porém, devido à diversos incidentes que vêm acontecendo por lá, durante a criação do parque, uma equipe de pessoas altamente capacitadas foi mandada para a ilha para realizar uma avaliação: temos o paleontólogo Alan Grant, a paleobotânica Ellie Sattler, o matemático Ian Malcolm e o advogado Donald Gennaro. Além disso, também vão fazer parte dessa excursão Tim e Lex, netos de Hammond. Será que o grupo tem capacidade o suficiente para lidar com o que vão encontrar em Nublar?

Assim, em terceira pessoa, o autor nos leva a uma aventura em um mundo encantador e aterrorizante ao mesmo tempo. O thriller científico é muito bem descrito e narrado, de forma detalhada o suficiente para que nos sintamos dentro da história do livro. Muitas perseguições, agonias e perigos em meio à uma ambientação maravilhosa.

É interessante ressaltar também a forma como o autor trata o caráter técnico da trama, se preocupando em dar embasamento científico ao enredo e usando ilustrações para tornar o material mais sólido e explicativo. No entanto, esse caráter técnico percebido em certos momentos não torna a narrativa menos envolvente e dinâmica, caso você esteja preocupado com isso.

2 – O Mundo Perdido

O Mundo Perdido

O Mundo Perdido é o segundo na ordem dos livros Jurassic Park. Esta nova narrativa se passa 6 anos após os acontecimentos do primeiro volume, quando um sonho grandioso acabou virando um pesadelo. No entanto, aparentemente, nem todo o trabalho foi perdido. E isso pode ser desastroso!

Apesar de o governo da Costa Rica tentar abafar os acontecimentos polêmicos, algumas carcaças de animais semelhantes aos dinossauros foram encontradas e não passaram despercebidas por Dr. Lavine. Um paleontólogo brilhante, porém excêntrico e incontrolável.

Ele acredita que existe um mundo perdido, um local onde as criaturas antigas não foram extintas. Assim, em suas pesquisas, o doutor descobre um lugar que possivelmente guarda o que ele está procurando; uma ilha onde ele supostamente poderá encontrar lagartos gigantes.

Lavine tenta conseguir companhia para ir até a ilha. Contudo, em uma atitude impulsiva ele resolve ir sozinho. Então, o paleontólogo se depara com um ambiente fascinante, uma floresta densa e rica em fauna e flora. Mas ele não contava que sua decisão o colocaria em uma situação trágica. Agora, ele está preso numa ilha cheia de dinossauros.

No entanto, Lavine não estará sozinho nesta terrível aventura, pois, além de ter levado dois de seus alunos consigo (duas crianças novamente), seu amigo Malcolm, ao perceber a enrascada em que ele se meteu, vai atrás levando mais algumas pessoas.

Dessa forma, o suspense e a luta pela sobrevivência tomam conta da trama e os personagens não terão um momento de paz até que consigam fugir da ilha.

A trajetória midiática de Jurassic Park

20 de novembro de 1990! Esta foi a data onde tudo começou, com o primeiro livro, chamado Jurassic Park, que recebeu o título Parque dos Dinossauros para ser comercializado no Brasil pela Editora Aleph.

O livro fez um sucesso impressionante e, por isso, logo em 1993 ganhou uma adaptação para os cinemas com o mesmo nome, por Steven Spielberg. Na época, o filme tinha uma bilheteria estrondosa, arrecadando um valor de quase 1 bilhão de dólares. Além disso, no ano seguinte, o longa venceu 3 estatuetas do Oscar, 19 outros prêmios e mais 15 indicações.

Em 1995, Michael Crichton presenteia os fãs dos lagartos ferozes com mais um volume, The Lost World (O Mundo Perdido). E, como era de se esperar, foi mais um grande sucesso nas livrarias.

Assim, em 1997, o segundo volume de Jurassic Park foi também adaptado para o cinema, mais uma vez por Steven Spielberg, com o nome The Lost World, como o livro. O segundo filme teve uma arrecadação menor em bilheteria, mas não deixou de ser bem grande.

A série Parque dos Dinossauros estava indo tão bem nos cinemas que os produtores decidiram ir além. Mesmo que a série em livros tenha parado no segundo volume, nas telas a saga ganhou mais um filme, que estreou em 2001, com o nome de Jurassic Park 3. Neste ano se findou um ciclo glorioso!

Na época em que foi lançado, o primeiro filme foi uma revolução cinematográfica. A produção, os efeitos gráficos foram algo do mais alto escalão, tanto que custou um valor de aproximadamente 63 milhões de dólares. No entanto, o que viria estrear em 2015 seria ainda mais magnífico, logicamente, pois a indústria do cinema hoje está muito mais avançada.

Desde muito tempo, há rumores sobre um quarto filme que daria sequência à série. Mas o tempo foi passando e muitas coisas aconteceram, então acabaram mudando os planos dos produtores algumas vezes.

Em uma entrevista, Joe Johnston, grande cineasta,  deu a entender que o 4º filme da franquia Jurassic Park seria bem diferente da história dos anteriores e que levaria à uma outra trilogia.

Por fim, em 2015, em parceria com a Amblin Entertainment, com a Legendary Pictures e com a The Kennedy/Marshall Company, a Universal Studios trouxe para os cinemas o Jurassic World, estrelado por grandes atores da atualidade como Nick Robinson, Bryce Dallas Howard e Chris Pratt, também muito conhecido pelo seu papel em Os Guardiões da Galáxia.

Este filme deu início à uma nova trilogia — que se passa 20 anos após os eventos das antigas tramas — composta pelos seguintes títulos: 

  • Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros;
  • Jurassic World: Reino Ameaçado;
  • Jurassic World: Domínio;

Todos os 3 foram grandes sucessos em bilheterias; o primeiro e o segundo arrecadaram valores de 1,67 e 1,31 bilhão de dólares respectivamente. O último ainda está nos cinemas (no momento em que estou escrevendo isso) e, aparentemente, já ultrapassou a casa dos 820 milhões de dólares em bilheterias.

Sobre Michael Crichton

John Michael Crichton nasceu em Chicago, no ano de 1942 e faleceu em Los Angeles, em 2008. Indiscutivelmente, era um profissional de muitas qualidades; o norte-americano era formado em medicina pela Harvard Medical School e trabalhava como roteirista, autor, diretor de cinema e produtor.

Logicamente, sua obra mais notória é justamente Jurassic Park, todavia, seu trabalho como escritor não se restringe à um punhado de livros, mas conta com inúmeras obras de grandioso sucesso, tendo ultrapassado a marca de 200 milhões de cópias vendidas pelo mundo inteiro. Os gêneros predominantes nas criações de Crichton são ficção científica, ficção médica e thriller.

Por suas competências científicas, suas obras sempre foram dotadas de um nível técnico profundo. Como no caso de seus conhecimentos e engenharia genética, que foram imprescindíveis para que ele pudesse ser criativo e coerente cientificamente ao mesmo tempo. Pelo menos com relação ao que se sabia na época.

Bom, muitas de suas obras foram adaptadas para o cinema, não apenas O Parque dos Dinossauros. Podemos citar The Andromeda Strain, Congo, Sol Nascente…

Enfim… Os trabalhos de Michael Crichton continuam rendendo até hoje, anos depois da sua morte. É uma pena ele não poder ver a nova franquia que vem sendo lançada nos últimos anos!

Bom, se você gostou deste artigo, compartilhe com seus amigos amantes de ficção científica e thrillers, pois isso ajuda demais o nosso projeto a crescer. E se acha que faltou alguma informação relevante, deixe nos comentários abaixo para podermos aprimorar nosso conteúdo para você.

Gostou de conhecer a ordem dos livros de Jurassic Park? Veja outros posts recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.