ursula k le guin livros

Ciclo Hainish: Ordem Dos Livros de Ursula Le Guin

Da complexidade e riqueza intelectual à mais pura criatividade detalhista, a obra de Le Guin enfeita o cume da ficção científica e da fantasia. Não é para qualquer um. É para quem se enche de prazer ao folhear mundos inteiros e completos, quase tão grandes e densos como o real, todavia, incrivelmente mágico! Veja a ordem dos livros de Ciclo Hainish e aproveite uma leitura.

Ursula K. Le Guin é o nome por trás da criação geniosa da qual vamos falar hoje. A autora norte-americana é simplesmente um dos nomes mais notáveis da ficção científica, muito conhecida, por exemplo, por obras como Ciclo Terramar — que foi assunto de outra postagem aqui no blog — e Ciclo Ekumen, como também é conhecida a série Ciclo Hainish.

O Ciclo Hanish é um conjunto de romances de ficção científica, cujas histórias se passam numa imensa galáxia habitada por humanos — um tanto alterados e adaptados aos seus respectivos ambientes, mas ainda humanos — outros seres também inteligentes e criaturas cativantemente exóticas.

O Ciclo Hainish tem seu início há centenas de milhares de anos. O planeta Hain foi o ponto de partida, pois nele havia uma civilização largamente avançada, que colonizou vários outros mundos e se espalhou pelo universo. Durante esse processo, os hainitas usufruíram de sua ciência avançada e, com técnicas de engenharia genética, adaptaram os humanos aos seus novos habitats. Aliado a isso, as condições ambientais de cada mundo cumpriram seu papel na “evolução” dessas populações. Como resultado, várias raças e “tipos” de seres humanos, com suas culturas peculiares, estão espalhadas pela galáxia.

Em determinado ponto do ciclo, a sociedade Hainita diluiu-se. Em outras palavras, se tornaram povos diferentes. Depois, essas sociedades perderam o contato entre si e, com o passar do tempo, começaram a acreditar que eram os únicos representantes da humanidade no universo.

Com a retomada da viagem interestelar, Hain se reconecta com outros povos, como o da Terra e o de Urras.

Algumas décadas depois, um físico anarres fez descobertas disruptivas sobre a natureza do tempo e da simultaneidade. Esta descoberta permitiu que esses diversos povos voltassem a se comunicar, através da tecnologia do Ansible. Então foi criada a Liga de Todos Os Mundos, que posteriormente acabou sendo derrotada e recriada com o nome de Ekumen.

➜ Caso esteja gostando de conhecer a ordem dos livros do Ciclo Hainish, também convido para se inscrever nas nossas redes sociais, Canal do Youtube, Instagram e Canal do Telegram, para acompanhar textos como esse em primeira mão. Além disso, saiba que, ao adquirir algum livro pelos links e botões dentro do texto, você ajuda o nosso blog.

Ordem Dos Livros do Ciclo Hainish

Já adianto que é difícil entregar uma resposta pronta e definitiva sobre a ordem dos livros do Ciclo Hainish, pois nem mesmo a autora te forneceria tal coisa. Inclusive, segundo ela mesma diz em seu site oficial, o Ciclo Hainish não pode sequer ser considerado uma série ou uma saga, pois cada livro é independente.

Obviamente, as ligações entre as histórias são fortes e, juntas, se completam, se integram e compõem um sentido geral. Contudo, a obra não foi escrita e pensada em um sistema de narrativa linear.

Se você quiser mais detalhes sobre isso, recomendo que veja a visão da própria autora sobre a ordem do Ciclo Hainish neste link.

Diante disso, para fins práticos, decidimos entregar apenas a ordem de publicação. Aliás, é importante ressaltar que há muitos contos e obras envolvidas no Ciclo Hainish, mas aqui serão destacados os 8 volumes principais.

1 – O Mundo de Rocannon

O Mundo de Rocannon é o primeiro romance de Ursula K. Le Guin, que até então apenas tinha publicado contos e poemas. Claramente, aqui vemos uma jovem escritora tentando encontrar seu estilo próprio, em uma ideia grande e ousada. Então, foi em 1966, que ela deu início ao Ciclo Hainish.

A narrativa apresenta um mundo cativante e pacífico, povoado por nativos humanóides de pele escura de cabelos dourados. Neste planeta, o antropólogo Rocannon trabalha tranquilamente, liderando uma pesquisa etnológica. 

Esta calmaria tem um fim quando uma frota de naves, de uma civilização com tecnologia claramente superior, chega ao planeta. Uma força que os nativos não podem igualar. Por sorte, Rocannon está presente neste mundo e reunindo os nativos, ele usa a própria força dos invasores contra eles mesmos.

2 – Planeta do Exílio

Planeta do Exílio foi o segundo livro do Ciclo Hainish publicado pela autora. Também, publicado em 1966, este livro nos mostra uma Ursula um pouco mais experiente, e começamos a perceber a evolução gradativa da autora em direção às obras de maior sucesso.

A história deste livro se passa no planeta Eltanin, também conhecido como Alterra. Já faz 600 anos terrestres desde que a Liga dos Mundos deixou os milhares de colonos para trás sem estabelecer contato outra vez.

As gerações posteriores que os colonos deixaram estão começando a definhar lentamente neste planeta, onde precisam lidar com vizinhos hostis e desconfiados, além de um inverno tenebroso que pode durar uma geração inteira. 

Existe muito preconceito entre os povos nativos e os colonos, entretanto, a situação complicada em que os povos se encontram os faz unir as forças. Além do inverno preocupante, uma invasão em massa orquestrada pelos Gaal é um desafio iminente! Será que os dois povos unidos vão conseguir sobreviver a isso?

3 – A Cidade das Ilusões

A Cidade das Ilusões é o terceiro livro na ordem de publicação do Ciclo Hainish. A história se passa na Terra, porém, muitos séculos no futuro, depois que o planeta entrou para a Liga dos Mundos e para as guerras que acabaram por isolá-lo de outros planetas humanos.

Com isso, as populações acabaram se dividindo em pequenas tribos e o progresso como o conhecemos ficou paralizado, também em virtudes dos Shings, os imperadores do mundo — ou melhor, inimigos dele.

Numa dessas tribos, está abrigado o Falk, que sem nenhuma memória de seu passado, inclusive de sua aparência, que notavelmente entrega sua origem alienígena.

Após 5 anos nesta reclusão, onde o protagonista teve tempo suficiente para aprender sobre sua tribo e também sobre o mundo onde agora vive, Falk vai em busca de explorar o mundo, além de embarcar em uma jornada intrigante de autoconhecimento. Em cima disso, se constrói a narrativa do livro.

4 – A Mão Esquerda da Escuridão

mao esquerda da escuridao

A Mão Esquerda  da Escuridão é um grande marco da ficção científica e fantasia. É um dos mais famosos livros de Ursula Le Guin.

A narrativa conta a história de Genly Ai, que passou anos de sua vida estudando e agora tem uma missão intergaláctica nas mãos. Ele precisa convencer os governantes do planeta Gethen a se unirem em uma comunidade universal.

No entanto, mesmo depois de tantos anos de preparo, Genly sente-se despreparado ao se deparar com os desafios que lhe aguardavam, diante de um planeta completamente diferente de tudo que já vivenciou, uma cultura complexa, com aspecto medieval e onde as relações entre os gêneros chegam a ser perturbadoras para ele.

Genly precisa repensar suas concepções sobre o que é masculino e o que é feminino, caso contrário pode destruir a missão ou a sua própria sanidade.

5 – Floresta é o Nome do Mundo

floresta e o nome do mundo

Em Floresta é o Nome do Mundo, Ursula entrega mais uma vez uma narrativa tão distante no espaço-tempo, mas tão próxima da realidade do mundo que conhecemos. A trama apresenta o contexto de uma brutal dominação de um povo sobre outro.

O planeta Athshe era um planeta aconchegante, pacífico e lindo, com florestas densas e gigantescas, onde seus habitantes humanoides viviam em paz. Até que um povo veio do céu e começou a desbravar as terras ricas, famintos por recursos, pois vinham de um planeta em ruínas e superpopulado: a Terra.

Como na era do imperialismo histórico que bem conhecemos, os alienígenas tomaram conta das terras, empregaram a tirania e escravidão, algo inédito para os nativos do planeta, que agora se vêem a mercê de um povo brutal que os vê como meros animais.

Então, quando o desespero começa a ser maior do que a diferença tecnológica entre as duas civilizações e o medo começa a se transformar em ódio, uma revolução parece ser o único caminho. O planeta Athshe está prestes a ser palco de uma grande batalha!

6 – Os Despossuídos

despossuidos

Os Despossuídos é uma obra para fazer pensar, assim como as outras de Le Guin. Sua publicação se deu em 1974 e o contexto da Guerra Fria claramente foi a maior influência externa sobre este livro.

A autora aborda profundamente questões políticas e sociológicas, como o anarquismo, a desigualdade, liberdade, polarização e etc.

Nos dois extremos desta história, estão dois planetas gêmeos, que se separaram diante de tantos conflitos.

Urras é um planeta extremamente rico em recursos e com vários estados-nação bem evoluídos em tecnologia e ciências. Um planeta que tem seus conflitos internos, o maior deles engloba uma disputa por influência entre dois desses estados.

Por outro lado, temos o planeta Anarres, um planeta recluso e anarquista, onde a visão utópica de seus colonizadores resultou em uma verdadeira distopia. Uma ilusão de uma sociedade perfeita que somente é desconstruída quando um físico chamado Shevek descobre a Teoria da Simultaneidade. 

Essa ideia acaba por findar o isolamento de Anarres e, com isso, intensifica conflitos já existentes e levanta alguns novos.

7 – Five Ways To Forgiveness

Five Ways To Forgiveness

Este sétimo volume é uma coletânea de 5 emocionantes novelas canônicas do ciclo Hainish. Inicialmente foi publicado com apenas 4, mas depois foi acrescentada mais uma história. Veja os Títulos:

  • Traições:Yoss, uma professora aposentada da Guerra de Libertação de Yeowe, forma uma complexa relação com seu vizinho Abberkam, líder na guerra. Após Abberkam salvar o gato de Yoss de um incêndio, ela muda-se para sua casa desolada;
  • Dia do Perdão: Solly, Enviada em Gatay, um reino sexualmente repressivo, enfrenta desafios como mulher de ascendência terráquea e filha de viajantes espaciais;
  • Um Homem do Povo: Havzhiva, educado em Hain e tendo trabalhado na embaixada em Yeowe, oferece uma visão mais ampla e detalhada do ambiente de Hain;
  • A Libertação das Mulheres: Rakam, uma ex-escrava nascida em Werel, narra sua jornada para autoconsciência em meio a grandes desafios;
  • A Música Antiga e as Mulheres Escravas: Esdardon Aya, conhecido como “Música Antiga”, relata os últimos dias da guerra civil em um contexto ambientado mais tarde nas narrativas.

8 – The Telling

the telling

Este é o oitavo livro na ordem de publicação do Ciclo Hainish. Ursula K. Le Guin realmente criou uma das obras mais complexas e fascinantes da literatura.

Oitenta pedidos foram feitos para enviar um Observador às terras distantes do planeta Aka para estudar os nativos. Surpreendentemente, o octogésimo primeiro pedido é concedido, e a Observadora Sutty é enviada rio acima para Okzat-Ozkat, uma pequena cidade nas colinas de Rangma, para conversar com remanescentes de um culto que pratica uma religião proibida. Em Aka, tudo escrito nos antigos escritos foi destruído; a literatura auditiva moderna é escrita de acordo com as especificações da Corporação.

A Corporação espera que Sutty informe para que as histórias e músicas não padronizadas possam ser eliminadas e as pessoas “reeducadas”.

No entanto, Sutty mesma está prestes a receber uma educação que nunca imaginou.

Conclusão

Ursula conquistou milhões de corações ao redor do mundo; e continua a conquistar postumamente! A autora uniu ficção científica e fantasia de uma forma nunca feita antes e, além disso, em todas as suas obras aborda temas extremamente importantes da sociedade em que vivemos, como preconceito, dominação, escravidão, diferenças culturais, etc.

Espero que tenha gostado deste artigo. O assunto sobre a ordem dos livros do Ciclo Hainish pode não ser tão simples de se encontrar uma resposta, por isso, nos dedicamos a pesquisar e entregar esta resposta para você. 

Mas se acha que há algo a se acrescentar ou a alterar neste texto, deixe seu feedback nos comentários abaixo, assim podemos melhorar o conteúdo para os nossos leitores. 

Gostou de conhecer a ordem dos livros do Ciclo Hainish? Veja também outros artigos recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *