o aprendiz de assassino

O Aprendiz de Assassino: Ordem Dos Livros de Robin Hobb

[cn-social-icon]

Robin Hobb, pela primeira vez, dá às caras em uma página aqui no nosso blog, e ilumina nossa leitura com uma fantasia apaixonante. Hoje, você vai conhecer a ordem dos livros da Saga do Assassino, mais conhecida pelo nome do seu primeiro livro: O Aprendiz de Assassino.

Esta é uma trilogia escrita por Margaret Astrid Lindholm Ogden, muito conhecida pelo seu pseudônimo, Robin Hobb, com o qual ela assina os livros da série em questão. Aliás, os títulos que você verá neste artigo são os mais famosos da autora. No entanto, A Saga do Assassino está inclusa em um universo literário com limites muito além dos que são traçados por apenas 3 volumes.

O universo criado pela autora conta com vários contos, novelas e séries de romances. Mas é claro que a relevância maior está nos livros e, por isso, acho interessante te apresentar os títulos. Eis as 5 séries principais:

  • The Farseer Trilogy (A Saga do Assassino);
  • Liveship Traders Trilogy;
  • The Tawny Man Trilogy (Saga Regresso do Assassino, em Portugal);
  • The Rain Wild Chronicles;
  • The Fitz and the Fool Trilogy.

Infelizmente, apenas uma das séries (a primeira) foi totalmente publicada no Brasil e duas totalmente publicadas em Portugal. Portanto, se você se apaixonar pela narrativa — como muitos dos leitores — e quiser consumir mais desse mundo literário, provavelmente precisará se aventurar em uma leitura em Inglês.

“Arrebatador” é uma palavra que encontrei várias vezes quando fui pesquisar algumas opiniões de internautas a respeito da obra. O trabalho da Robin se caracteriza por trazer uma escrita finamente detalhada e recheada pela maneira peculiar com que a autora desperta sentimentos nos leitores.

Esta trilogia é daquelas que, mesmo que tenham um personagem central, são compostas por elencos de personagens incríveis muito bem aprofundados e aproveitados, o que é extremamente enriquecedor e resulta em livros com grandes quantidades de páginas.

Uma consideração importante a fazer:

Os nomes dos personagens podem gerar confusão e prejudicar o seu entendimento. Acontece que atualmente há duas versões destes livros no Brasil. Originalmente, a trilogia foi trazida ao país pela editora Leya, porém a editora Suma assumiu a série de Robin e, então, tivemos uma republicação.

A primeira editora fez a escolha de traduzir os nomes de cada personagem, pois os nomes nesta obra têm um papel muito importante para o sentido da narrativa, já que eles correspondem a uma característica intrínseca dos personagens ou até podem soar como ironia. Há nomes como: Cavalaria; Rei Sagaz; Bronco; Majestoso… 

Todavia, a segunda editora, Suma, optou por manter os nomes originais, o que gerou insatisfação por parte de muitos leitores. Por isso, você vai se deparar com resenhas na internet que se referem aos mesmo personagens de formas diferentes.

>>> Antes de conhecer a ordem da Saga de O Aprendiz de Assassino, gostaria de fazer uma recomendação: se você gosta dos conteúdos do nosso blog, inscreva-se nas nossas outras redes de comunicação para receber cada novo post em primeira mão → Canal do Telegram, Canal do Youtube e Instagram.

1 – O Aprendiz de Assassino

O Aprendiz de Assassino

O Aprendiz de Assassino é o primeiro livro na ordem da saga do Assassino. Robin nos apresenta Fitz, um protagonista com uma história magnética e uma personalidade cativante. Um jovem arremessado pela irresponsabilidade em uma vida sem expectativas e que agora parece ser apenas uma peça de tabuleiro num jogo político sujo.

Aos 6 anos de idade, Fitz foi entregue pelo seu avô a um membro da guarda real. Como filho bastardo do príncipe Cavalaria, o protagonista foi rejeitado pela realeza, mas era importante demais para que se livrassem dele de uma vez.

Sob os cuidados do mestre dos estábulos — em um lugar distante —, o garoto teve uma infância árdua, marcada por rotinas de treinamento de quem se preparava para ser um grande guerreiro. Assim, Fitz viveu à sombra da corte, crescendo em meio aos criados e plebeus da Cidade de Torre do Cervo.

No entanto, apesar de ser um bastardo, ele ainda é um herdeiro real e, portanto, pode ser uma peça perigosa nas intensas tramas políticas da narrativa. Por isso, seu avô, o rei, logo o convoca.

Com suas perceptíveis habilidades e carregando no sangue a magia ancestral do Talento, o jovem passou a ser treinado para se tornar um assassino a serviço do rei. Além disso, ele descobre que possui habilidades especiais: ele consegue se comunicar com os animais, além de conseguir usar os sentidos deles.

Então, quando uma onda de ataques de saqueadores começam a ameaçar os litorais dos Seis Ducados, Fitz recebe sua primeira missão. Predestinado, o garoto prova para todos que o consideram como uma ameaça, que ele pode ser a chave para a sobrevivência do reino. 

2 – O Assassino do Rei

O Assassino do Rei

O Assassino do Rei é o primeiro volume da ordem dos livros de O Aprendiz de Assassino de Robin Hobb. Quando o primeiro volume de uma trilogia é tão bom, muitas vezes, acontece de o segundo livro não ser tão bem recebido pelo público, devido às altas expectativas. Porém, felizmente, este não é o caso desta obra, que contribui para tornar os leitores ainda mais apaixonados pela história de Fitz.

O protagonista sobreviveu às desventuras — desventuras talvez seja um eufemismo exagerado — em O Aprendiz de Assassino, quando recebeu sua primeira missão a serviço do rei. Foi por um triz!

Magoado, Fitz cogita abandonar seu juramento à coroa e manter-se distante da corte, retirado nas montanhas. No entanto, acontecimentos de grande urgência o fazem retornar ao centro das intrigas vorazes da realeza. Seu tio o odeia e tem aspirações asquerosas de poder. O rei está doente e parece estar sob a influência do filho mais novo.

Além disso, o nosso querido assassino precisa lidar com a perseguição dos antigos colegas de treinamento que o odeiam e pretendem descobrir seus segredos. E enquanto isso, os Seis Ducados voltam a viver o terror dos ataques litorâneos que chegam nos Navios Vermelhos. Assim, ao clima úmido dos vilarejos costeiros, fogo e ruínas completam a paisagem entristecida pelo massacre e sangue derramado.

Com grandes forças provocando tensões — tanto fora dos limites dos ducados quanto dentro, inclusive as conjurações fatalmente perigosas dentro do próprio palácio —, o que vemos é um cenário de grande instabilidade, que nos mostra cada vez mais que o incerto destino do reino está nas mãos de Fitz.

3 – A Fúria do Assassino

A Fúria do Assassino

Este é o terceiro e último volume na ordem dos livros de O Aprendiz de Assassino. Em A Fúria do Assassino, nos deparamos com muitas coisas bem diferentes em relação aos dois volumes anteriores. Alguns personagens estão desaparecidos (como Veracidade, Kettricken e Bobo ). O rei foi morto pelas mãos do seu próprio filho, Majestoso, que saqueou a Torre do Cervo e foi para Vara se refugiar e comandar seu falso reinado.

Outro detalhe é que Fitz também está morto — ou pelo menos é isso que todos acreditam —. Na verdade, ele só não é mais o mesmo. Breu e Bronco foram bem sucedidos em seu plano ousado e perigoso para salvar a vida de Fitz, mas apesar de terem guardado a alma dele dentro de Olhos da Noite, trazê-lo de volta a sua forma humana pode ser bem mais complicado do que parece. Depois de tanto tempo dentro do lobo, os instintos animais começaram a se sobrepor à humanidade do protagonista.

Uma coisa permanece como antes: os Navios Vermelhos continuam promovendo a destruição na costa dos Seis Ducados e forjando cada vez mais pessoas. Assim, o caos parece estar chegando ao seu auge e o retorno de Veracidade parece ser a chave para um desfecho positivo para o reino. 

Fitz poderia tomar para si vários propósitos neste livro, já que várias frentes de batalha necessitam de atenção, mas seu sentimento de vingança crescente o guia em um objetivo supremo: matar Majestoso.

No terceiro volume da trilogia, observamos o protagonista em sua maior jornada de autoconhecimento. Sob efeito da perda e de amargas lembranças, Fitz embarca em uma viagem por águas profundas, onde se depara com uma corrente de surpreendentes revelações a respeito da magia selvagem que há dentro de si.

A trilogia de Robin é tão cheia de elementos e variáveis que mesmo estando próxima ao final é como se os leitores tentassem enxergar a margem da praia coberta por uma neblina densa após um naufrágio cheio de tempestades.

Gostou de conhecer a ordem dos livros de O Aprendiz de Assassino? Veja também outros artigos recentes do blog!

1 comentário em “O Aprendiz de Assassino: Ordem Dos Livros de Robin Hobb”

  1. Essa trilogia foi para min muito impressionante por causa da magia presente na aventura: “O Talento”, ou “Manha” a habilidade considerada espúria e proscrita pelo reino que o protagonista Fitz domina como ninguém: Unir-se tão fortemente a um animal até correr o risco de perder sua humanidade. E ele quase sucumbe. Mais que isso, ele morrer e se mistura a “alma’ de um lobo para continuar a viver até ser renascido para a vida humana. FASCISNANTE! e poderia ser apenas por isso. Mas a história é mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *