a razão do amor resenha

A Razão do Amor: Resenha do Sucesso do TikTok

[cn-social-icon]

Neste texto, vamos apresentar uma resenha de A Razão do Amor de Ali Hazelwood. 

O que Marie Curie faria se tivesse que liderar uma equipe junto com o cara que passou o doutorado inteiro te odiando? Bom, o que Marie Curie faria nós não saberemos jamais, mas o que a Dra. Bee Königswasser faria é o que vamos descobrir. 

Em A Razão do Amor vamos conhecer a história da Dra. Bee Königswasser, uma neurocientista brilhante que teve um passado um pouco instável depois da morte dos pais e que só procura um lugar para chamar de lar. 

Durante seu doutorado ela realmente achou que tinha achado a estabilidade que sempre quis, ficando noiva de Timothy William (Tim), mas logo descobriu que o amor poderia ser um dos lugares mais instáveis do mundo. Assim, decidiu que nunca mais iria perder o foco outra vez e que daquele dia em diante iria se dedicar somente à ciência. Isso até ser contratada pelo Instituto Nacional de Saúde para coliderar o projeto Blink em junção com a NASA e descobrir que o engenheiro que a NASA havia contratado para coliderar junto com ela era justamente a pessoa com quem ela tinha um passado nada amigável, seu então “inimigo” Levi Ward ou Levidiota. 

Juntos os dois vão ter que achar um jeito de tornar a convivência mais fácil para os dois lados. 

>>> Esta resenha de A Razão do Amor é uma colaboração entre o instagram literário @sabrinaferncarvalho e o blog Os Melhores Livros. Antes de continuar, siga-nos também no YouTubeTelegram e Instagram, canais em que você terá acesso a textos como esses e também diversos outros guias de leitura postados diariamente aqui no blog! Caso queira adquirir o livro, você ajuda o blog ao comprá-lo por esse link

A Autora: Ali Hazelwood 

Ali Hazelwood é formada em neurociência e mais recentemente embarcou no mundo da escrita de romances com livros que já viraram queridinhos dos jovens/adultos do TikTok.

Os livros de Ali são baseados em fan fiction, com protagonistas voltadas para o mundo da ciência, engenharia, tecnologia e matemática. São comédias românticas onde as protagonistas vivem algumas dificuldades por serem mulheres em mundos onde ainda se encontra uma resistência em validar a voz da mulher e suas descobertas. 

Entre os mais famosos, ao lado de A Razão do Amor, está o livro A Hipótese do Amor, também resenhado aqui no blog. 

Protagonistas

No livro conhecemos a Dra. Bee Königswasser que é uma neurocientista do Instituto Nacional de Saúde com um um passado triste e instável devido à morte dos pais ela teve que se mudar com a sua irmã gêmea Reike. Isso fez com que as duas ficassem de casa em casa (país em país) e na casa de parentes às vezes não tão agradáveis. Toda sua infância fez com que Bee procurasse estabilidade depois que se mudou para os Estados Unidos para cursar neurociência. 

Bee, como toda mulher no ramo da ciência, encontra diversos obstáculos no caminho, mas existe um lugar para onde ela pode correr e desabafar com outras mulheres que sofrem as mesmas dificuldades que ela. Esse lugar é sua página anônima no Twitter @OQueMarieFaria. 

Levi Ward é um engenheiro contratado pela NASA para trabalhar como colider no projeto Blink. É conhecido por ser muito dedicado e organizado com seus trabalhos, também um ótimo colega de trabalho para todos exceto para Bee Königswasser – a mulher que mexe com todos seus sentidos, já que ele era apaixonado secretamente por ela durante o doutorado. Levi nunca foi um homem de se expressar, ainda mais com a criação militar que teve. Nunca aprendeu a lidar com todos os seus sentimentos e no doutorado quando conheceu Bee não foi diferente. Durante o doutorado Levi achou que sua paixão pela Bee estava mais que na cara, porém quando se aproxima dela anos depois percebe que todos, inclusive ela, interpretaram de um jeito bem diferente seus sentimentos. 

Enemies to Lovers? 

Essa é uma questão importante para comentar na nossa resenha de A Razão do Amor. Eu não classificaria o livro assim, já que a Bee está no enemy enquanto o Levi já está no lovers a anos.

Ao decorrer da obra tivemos Bee descobrindo ter gostoso muito parecidos com o de Levi como: sua paixão por gatos; o mesmo filme favorito Star Wars: O Império contra-ataca; a alimentação vegana; o fato de gostarem de estabilidade; o gosto musical; etc… 

Podemos notar também o quanto Levi se mostra à disposição sempre que algo dá errado, ele se torna a rede de apoio de Bee que sempre está muito sozinha e não tem ninguém para cuidar dela porque a irmã está sempre em um país diferente.  Ver a relação deles evoluindo e ver o carinho que eles têm, a rotina que eles estabeleceram e a rede de apoio um do outro é o que torna o livro um bom romance clichê. 

Conclusão

Concluímos nossa resenha de A Razão do Amor nos perguntando se todo esse sucesso que o livro vem fazendo no TikTok e Instagram faz realmente jus ao livro? 

Eu diria que não, pois a protagonista ficou muito estereotipada como uma mulher frágil que desmaia, uma pessoa sedentária que não aguenta nenhum esforço físico e toda hora fazia questão de falar que o Levi odeia ela, que eles são inimigos, que ele gostou dela no passado e isso já está no passado sendo que ele está 100% ali pra ela. 

Já o protagonista masculino lembrou bastante o Adam (A Hipótese do Amor) em algumas atitudes, principalmente no zelo que ele tem com ela e às vezes que ele faz comida pra ela. 

Metade do hype do livro nas plataformas se deve ao fato dele ter mais partes com “cenas hot” que A hipótese do Amor, mas com toda sinceridade acho que uma única parte hot bem construída vale mil vezes mais que um hot espalhado pelo livro e rápido. 

O que realmente a autora entregou foi uma comédia romântica, um livro não tão rico em detalhes e não tão profundo, mas engraçado e com alguns personagens secundários que te fazem dar risada. 

Gostou da nossa resenha de A Razão do Amor? Comente abaixo a sua experiência com a obra. Veja também outros artigos recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *