livros de franz kafka

Livros de Franz Kafka – 7 melhores obras do autor

Franz Kafka é um dos autores de livros mais influentes da história da literatura. Suas narrativas são inconfundíveis, sua linguagem muito peculiar, e suas obras muito reflexivas, críticas, absurdas e até perturbadoras, no sentido de que às vezes expressa uma estranheza comovente, por isso, preparamos este artigo mostrando para você algumas das melhores obras desse grande ícone.

Kafka nasceu em 1883, em Praga, no Império Austro-Hungaro (atual República Tcheca), porém, o autor, de origem judaica, escrevia suas obras em alemão, que era sua língua materna.

Formado em direito e funcionário de uma companhia de seguros, ele iniciou na literatura escrevendo contos no seu tempo livre. E uma de suas reclamações era sobre não ter mais tempo para se dedicar para fazer aquilo que nasceu para fazer.

Um dos livros mais famosos de Kafka, A Metamorfose, é um dos maiores clássicos de toda literatura, que já perdura há várias gerações de leitores pelo mundo.

Infelizmente, a maioria das obras de Kafka só foram publicadas depois de sua morte e, então, ele não pôde acompanhar o grande sucesso que muitas delas fizeram.

1 – A Metamorfose

A Metamorfose livros de franz kafka

A Metamorfose é um pequeno livro do escritor Kafka. Inclusive, é uma de suas obras mais conhecidas. Este é um clássico da literatura universal, que foi escrito em 1912 e, embora Kafka tenha terminado em apenas 20 dias, é uma obra muito rica até para os dias de hoje.

Em meio a um conto até bizarro, poderíamos dizer, o autor incita reflexões filosóficas muito interessantes, que entram em contraste com a narrativa objetiva da trama.

A narrativa desde o início já mostra ser bem direta e, não entrando em muitos detalhes descritivos, A Metamorfose conta a história do protagonista Gregor, um caixeiro-viajante que detesta seu trabalho, mas tem muito medo de perdê-lo, pois é isso que garante seu sustento.

Então, um dia, sem nenhuma explicação, Gregor acordou pela manhã completamente transformado em um inseto gigante. Assim, em uma trama icônica, o autor desenvolve um conto cheio de acontecimentos extraordinários.

Embora este livro tenha sido escrito em 1912, apenas foi publicado 3 anos depois (1915), e até hoje vem atraindo leitores de todas as gerações.

2 – O Processo

O Processo livros de franz kafka

Nesta obra, o autor desenvolve uma trama de cunho crítico e muito importante para provocar reflexões sobre os sistemas judiciários e ressaltar como eles podem ser falhos, e o quanto uma falha num julgamento pode acabar com a vida de uma pessoa injustamente.

Lembrando que o escritor era formado em advocacia, suponho que este é um dos livros escritos com muita propriedade por parte de Kafka.

O Processo conta a história do protagonista Josef K., um funcionário de um banco que, injustamente, foi processado por conta de 2 guardas que o chantagearam afirmando que ele havia praticado tentativa de suborno. Assim, Josef foi condenado pelo tribunal de forma muito estranha, sem que as pessoas conseguissem ter uma ideia do que realmente havia acontecido.

A obra foi escrita na época da Primeira Guerra Mundial, o que certamente influenciou muito a narrativa, pois o autor tinha um caráter crítico Ínsito da sua personalidade.

Embora tenha sido escrito entre 1914 e 1915, o livro foi publicado postumamente (como a maioria das obras de Kafka) em 1925.

3 – Carta ao Pai

Carta ao Pai melhores livros de franz kafka

Carta ao Pai é um dos livros de Franz Kafka, que na verdade é muito íntimo do autor. Pois essa peça surge em virtude do péssimo relacionamento que o escritor tinha com seu pai.

Neste livro, o autor imprime um verdadeiro ajuste de contas com o tirano Hermann Kafka. Em um ritmo acelerado, o escritor argumenta de forma habilidosa, direta e dolorosa.

O único personagem desta carta gigante é o próprio Kafka, que exprime suas indignações, suas dores, seus ressentimentos e mágoas, num desabafo frio e claro ao mencionar as vezes que o seu pai o humilhou, brigou e o chateou.

Por conta desse caráter pessoal, muitos dizem que o próprio Kafka não considerava essa carta como parte do seu trabalho como escritor, e muitas vezes o leitor pode se perguntar se deveria realmente estar lendo.

No entanto, apesar de seu pai nunca ter chegado a ler a carta, o autor sentia que precisava fazer esse desabafo publicamente e, então, esta carta se tornou um dos trabalhos importantes do autor e, por isso, está aqui nesta lista.

4 – O Castelo

O Castelo

O Castelo é mais um entre os mais importantes livros de Franz Kafka. É relevante dizer que não se trata de um livro muito fácil, e alguns diálogos demandam bastante atenção para uma boa compreensão da trama. 

Outro fato triste que você precisa saber é que a obra não foi acabada, pois, quando o autor faleceu, a criação literária ainda estava em desenvolvimento.

K. é o personagem principal da história, um agrimensor que foi contratado por um conde para trabalhar numa vila remota. Ao chegar naquele lugar, irritantemente mal-recebido, K. parecia estar hierarquicamente abaixo de qualquer pessoa daquele lugar, não importava a “colocação social” dos moradores dali.

O protagonista entra em uma missão de chegar ao castelo, o que seria muito difícil. E Isso logo ficou claro quando ele chegou à vila. E parecia que todas as pessoas tinham a intenção de impedi-lo.

Essa também é uma obra póstuma do grande escritor Franz Kafka. Já até ouvi dizer que ele não queria que a obra fosse publicada, todavia, ela está bem aqui nesta lista dos melhores livros de Kafka

5 – Um Artista da Fome

Um Artista da Fome

O Artista da Fome conta a história de um “jejuador profissional”. É até estranho esse termo, mas isso é exatamente o que o protagonista faz. No início do livro, o jejum dele era um espetáculo que atraia a atenção de muitas pessoas e, assim, ele ganhava dinheiro com isso, pois ele realmente ficava muitos e muitos dias sem comer.

Mesmo que seja estranho, o ato de jejuar não parecia incomodar tanto o protagonista. Não era isso que realmente o incomodava. Inclusive, ele não gostava do limite de 40 dias de jejum imposto, pois se dependesse dele ficaria mais tempo.

Então, com o tempo, esse tipo de espetáculo saiu de moda, e as pessoas já não davam mais tanta importância ao trabalho do jejuador. Dessa forma, ele foi parar num circo sendo quase imperceptível numa posição humilhante. 

Este pode ser considerado um dos livros mais depressivos de Kafka. Contudo, com essa narrativa, o autor parece querer passar alguma mensagem importante e reflexiva.

6 – Um Médico Rural

Um Médico Rural

Um Médico Rural é uma obra de Franz Kafka, que é um pequeno conto sobre um médico solitário e triste.

Este conto, mesmo que ainda seja bem estranho, comparando aos outros contos do Kafka, pode ser considerado uma obra quase normal, pois é um pouco mais comum ao cotidiano do que as demais obras.

A pequena história consiste em um médico que, no meio da noite, é alarmado, pois um de seus pacientes estaria com problemas urgentes. O cavalo do protagonista tinha morrido um dia antes e, dessa forma, a trama se desenvolve um pouco depressivamente pelos devaneios do médico durante as dificuldades que o “infeliz” encontra para poder se locomover até o local onde está o paciente.

E ao chegar ao local, mais traços de anomalias são observados, quando o paciente pede que deixe-o morrer, porém, na visão clínica do médico, a priori, ele parece estar bem. Até que ele descobre uma ferida, que o Kafka descreve de forma bem asquerosa, e que pode realmente matar o paciente.

Então, isso eleva o pensamento do médico a alguém que ele negou seus cuidados. Assim, a obra coloca o leitor num jogo psicológico bem característico de Kafka.

7 – Contos, Fábulas e Aforismos

Contos, fábulas e aforismos

Por último, quero recomendar um livro, que é um pequeno agrupamento de contos, fábulas e aforismos do grande escritor Franz Kafka, que promete levar o realismo ao mais alto nível do absurdo, levando o leitor a um passeio psicológico, às vezes irônico, às vezes patético e às vezes extremamente filosófico.

Este material une essas 11 obras:

  • Prometeu;
  • Graco, o caçador;
  • Uma fabulazinha;
  • A respeito de parábolas;
  • Um médico de aldeia;
  • Chacais e árabes;
  • Preocupações de um homem de família;
  • O novo causídico;
  • Comunicação a uma Academia;
  • ‘Ele’ ― Anotações do ano 1920;
  • Reflexões sobre o pecado, a dor, a esperança e o caminho certo.

Para pessoas que procuram sempre evoluir cognitivamente, as obras de Kafka são uma recomendação correspondente.

Falando nisso, se você é dessas pessoas que gostam de uma leitura crítica e filosófica, tenho uma boa recomendação para você, que são essas obras de um escritor brasileiro: 11 Melhores Livros de Graciliano Ramos.

Conclusão (melhores livros de Kafka)

Enfim… Aí está a lista de alguns dos melhores livros de Franz Kafka. Apesar da estranheza de suas obras, mesmo sendo muito antigas, até hoje estão ocupando as prateleiras de bibliotecas e lojas virtuais, porque estão sempre vendendo.

Os consumidores, seja por motivos de querer ganhar conhecimento, ou apenas querer apreciar uma boa leitura, estão sempre procurando pelos grandes nomes da literatura e, por isso, os clássicos vão sempre viajar resilientes através de gerações.

Então, o que achou do artigo? Gostou das obras citadas aqui? Acha que faltou alguma obra importante do kafka?

Se tiver alguma sugestão, deixe nos comentários. Sua opinião é importante para o nosso blog.

Gostou de conhecer os Melhores Livros de Franz Kafka? Veja outros posts recentes do blog!

Crédito de foto: PxFuel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.