as mulheres tem uma especie de magia

As Mulheres Têm Uma Espécie de Magia: Amor e Empoderamento 

Amanda Lovelace explodiu na literatura mundial quando lançou A Princesa Salva a Si Mesma Nesse Livro, a primeira obra da ordem dos livros de As Mulheres Têm Uma Espécie de Magia – uma saga repleta de verdades nuas e cruas sobre sobre traumas e sentimentos gerados durante o seu crescimento como mulher. 

Esse foi um fenômeno editorial comparável a outros com essa temática feminista contemporânea, como, por exemplo, as obras de Rupi Kaur (Outros Jeitos de Usar a Boca). A Obra também tenta adaptar o imaginário dos contos de fada à realidade feminina do século XXI com delicadeza, emoção e contundência (lembrando, de certa forma, a inesquecível obra de Mulheres Que Correm Com Os Lobos, de Clarissa Pinkola Estés)

O primeiro volume da ordem dos livros de As Mulheres Têm Uma Espécie de Magia ganhou livro ganhou o prêmio Goodreads Choice Award, de melhor leitura do ano, escolha do público em 2017 e, ainda hoje, é o livro de uma autora ou autor de poesia americano mais vendido da Amazon. 

Abaixo, vamos comentar um pouco sobre a Trilogia. 

>>> Mas antes: Para ver sempre nossos novos textos em primeira mão, siga-nos no nosso canal do Telegram e Instagram. 

1 – A Princesa Salva a Si Mesma Nesse Livro

A Princesa Salva a Si Mesma Nesse Livro

A Princesa Salva a Si Mesma Nesse livro é a primeira obra da ordem dos livros de As Mulheres Têm Uma Espécie de Magia e, no próprio título, já é possível identificar a temática que será retratada em suas 200 páginas. 

Essa obra tem características autobiográficas muito fortes, Seus poemas vão abordando situações que aconteceram desde a sua infância, passam pela adolescência e também pela vida adulta. Eles são poemas que tocam o âmago de qualquer um, abordando questões complexas como sentimentos, traumas, empoderamento feminino, amor e situações que são comuns quando se é mulher. 

O livro é dividido em quatro partes, da seguinte forma: Inicia-se com “princesa” (sobre a infância da autora), continua com “donzela” (sobre a adolescência) e com “rainha” (sobre a vida adulta, e finaliza com “você” (onder busca conversar com outras mulheres sobre as mensagens centrais do livro).  

A publicação desse livro foi, de fato, uma atitude feminista – o que a catapultou como uma das mais importantes vozes da atualidade. 

2 – A Bruxa Não Vai Para a Fogueira Nesse Livro

A Bruxa Não Vai Para a Fogueira Nesse Livro

No segundo volume da ordem dos livros de As Mulheres Têm Uma Espécie de Magia, Amanda Lovelace resgata a imagem ancestral da figura feminina naturalmente poderosa, independente e, agora, indestrutível, aprofundando a combinação de contundência e lirismo que arrebatou leitores e marcou sua obra de estreia. 

Essa obra tem um caráter bem mais incisivo, ao conclamar uma união das mulheres contra as mais variadas formas de violência e opressão na busca de um mundo mais justo e igualitário. 

Essa obra é menos biográfica, mas igualmente impactante, além de muito mais dura, acendendo diversos gatilhos e tratando de temas muito espinhosos, como violência, relacionamentos abusivos, assédio, distúrbios alimentares, entre outros. 

Assim como o primeiro da série, esse livro é dividido em 4 partes: “o julgamento, “a queima”, “a tempestade de fogo” e “as cinzas”. 

O título da obra também é importante, já que ele faz uma alusão à perseguição às bruxas durante a idade média, resgatando essa imagem ancestral da figura feminina naturalmente poderosa, independente e, agora, indestrutível. Ou seja, bruxa não é tratada mais como xingamento, mas sim como alguém capaz de incendiar e transformar o mundo à sua volta. 

3 – A Voz Da Sereia Volta Nesse Livro

A Voz Da Sereia Volta Nesse Livro

A Voz da Sereia Volta Neste Livro é o terceiro e último volume da série as mulheres têm uma espécie de magia, da autora best-seller Amanda Lovelace. 

O livro conta com prefácio da escritora neozelandesa Lang Leav e treze poemas de autoras que representam as principais vozes contemporâneas da poesia, como Nikita Gill e KY Robinson.

Novamente, o próprio título diz muito sobre a obra, fazendo a alusão de um mundo onde a “sereia” (mulher) não tem voz após ter sido silenciada por mitos errôneos, mas que recupera o seu lugar de fala e, como uma fênix, renasce mais forte. 

Gostou de conhecer a ordem dos livros de As Mulheres Têm Uma Espécie de Magia? Veja outros posts recentes do blog!

Crédito de foto: Editora LeYa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.