literatura russa livros

11 Livros Inesquecíveis da Literatura Russa

A literatura russa é uma das mais importantes e influentes do mundo. Desde o século XIX, escritores russos têm sido conhecidos por suas obras profundas e significativas, que abrangem uma ampla gama de temas, desde a política e a história até questões filosóficas e psicológicas.

Ela tem sido uma fonte de inspiração para escritores de todo o mundo, e muitos dos mais importantes movimentos literários, como o realismo, o simbolismo e o futurismo, têm raízes na Rússia. Além disso, muitos escritores russos têm sido traduzidos para inúmeras línguas e são apreciados em todo o mundo.

Alguns dos mais importantes autores da literatura russa são Liev Tolstói, Fiódor Dostoiévski, Ivan Turgenev e Anton Tchékhov. Estes escritores são conhecidos por sua habilidade de capturar a essência da vida humana e explorar questões universais, como a busca por sentido e propósito, a luta por liberdade e justiça, e a natureza do bem e do mal.

Liev Tolstói, por exemplo, é conhecido por suas obras monumentais, como “Guerra e Paz” e “Anna Kariênina”, que exploram as questões da guerra, da família e do amor. Já Fiódor Dostoiévski é conhecido por seus romances intensos e psicológicos, como “Crime e Castigo” e “Os Irmãos Karamazov”.

Anton Tchékhov é reconhecido como um dos maiores contistas da literatura russa, e suas peças teatrais, como “A Gaivota” e “Os Três Irmãos”, são aclamadas por seu realismo e pela habilidade de capturar a essência da vida humana.

>>>Antes de conhecermos mais sobre a literatura russa, gostaria de convidar para nos seguir também no YouTubeTelegram e Instagram, redes nas quais você terá acesso a textos como esses e também diversos outros guias de leitura postados diariamente aqui no blog!

Anna Kariênina (Liev Tolstoi – 1877)

Anna Karenina literatura russa

Anna Kariênina é uma das obras mais conhecidas e admiradas da literatura russa, escrita por Liev Tolstoi em 1877. A história acompanha a vida da protagonista, Anna Kariênina, que é casada com um importante funcionário público e tem um filho. Contudo, ela se apaixona por Vronsky, um oficial da cavalaria, e decide deixar marido e filho para viver um romance com ele.

A obra é considerada uma das maiores contribuições da literatura russa, explorando temas como o amor, a infidelidade, a moral e a sociedade da época. A complexa trama e os personagens ricos e detalhados permitem a Tolstoi retratar a vida na Rússia imperial de forma realista e ao mesmo tempo profunda. Além disso, Anna Kariênina é uma obra clássica que tem sido continuamente admirada e estudada por sua habilidade de retratar a vida humana de forma realista e significativa.

Guerra e Paz (Liev Tolstoi – 1869)

guerra e paz literatura russa

Guerra e Paz é uma das obras mais importantes da literatura russa, escrita por Liev Tolstoi em 1869. É uma epopeia histórica que retrata a vida de uma série de personagens aristocráticos durante o reinado de Alexandre I, incluindo a invasão francesa da Rússia em 1812. Além de ser uma reflexão sobre a guerra e a paz, a obra é conhecida por sua complexa teia de personagens e por seu retrato detalhado da sociedade russa da época.

Guerra e Paz é considerada como uma das obras mais ambiciosas da literatura russa, e é conhecida por sua vasta extensão e profundidade psicológica. Ao longo de sua narrativa, Tolstoi explora questões importantes, como a natureza da história, o livre-arbítrio, a moralidade e a culpa. 

A obra é conhecida por sua prosa poderosa e sua abordagem realista, tendo sido adaptada para vários meios de comunicação, incluindo teatro, cinema e televisão. Com sua combinação única de realismo e profundidade filosófica, “Guerra e Paz” continua sendo uma das maiores contribuições da literatura russa e é amplamente estudada e apreciada por leitores de todo o mundo.

Crime e Castigo (Fiódor Dostoiévski – 1866)

crime e castigo literatura russa

Crime e Castigo é uma das obras mais emblemáticas da literatura russa, escrita por Fiódor Dostoiévski em 1866. A história se concentra em um jovem estudante chamado Raskólnikov, que comete um assassinato. O livro explora a psique de Raskólnikov e a sua luta interna para lidar com as consequências do seu crime, bem como a sua jornada para encontrar a redenção e a reconciliação. Além disso, a obra é uma reflexão sobre a moralidade, a justiça e a culpa, e é considerada uma das maiores contribuições da literatura russa, tendo sido amplamente elogiada por sua habilidade de combinar uma trama intensa com uma análise psicológica profunda.

Ao longo de sua narrativa, Crime e Castigo aborda questões universais, como o conflito entre o bem e o mal, o peso da culpa e o valor da redenção. A obra é conhecida por sua prosa poderosa e sua abordagem realista, tendo sido adaptada para vários meios de comunicação, incluindo teatro, cinema e televisão. Com seu impacto profundo e duradouro, Crime e Castigo continua sendo uma das obras mais importantes e influentes da literatura russa, e é amplamente estudada e apreciada por leitores de todo o mundo.

Os Demônios (Fiódor Dostoiévski – 1872)

os demonios

Os Demônios de Fiódor Dostoiévski é uma novela escrita em 1872 que acompanha a história de um grupo de jovens revolucionários que se rebelam contra a sociedade russa da época. A obra é conhecida por sua narrativa complexa e por seus personagens profundos e complexos. 

Além disso, a narrativa também aborda questões sociais relevantes da época, como a corrupção da sociedade russa e a hipocrisia da nobreza. Até hoje, Os Demônios continua a ser considerado uma das obras mais significativas da literatura russa.

Irmãos Karamazov (Fiódor Dostoiévski – 1880)

Irmãos Karamazov

Irmãos Karamazov é um romance escrito por Fiódor Dostoiévski e publicado em 1879. Ele conta a história de quatro irmãos, Ivan, Dmitry, Alyosha e Smerdyakov, e de seu pai, Fiodor Pavlovich. A narrativa é centrada em torno da relação entre os irmãos e a luta por herança, mas também aborda questões filosóficas e existenciais, como o livre-arbítrio, a responsabilidade moral e a natureza da fé. 

Além disso, a literatura russa é caracterizada pela profundidade psicológica de seus personagens e pela habilidade de Dostoiévski em explorar os aspectos mais complexos da humanidade. “Irmãos Karamazov” é considerado uma das obras-primas da literatura russa e uma das mais importantes contribuições de Dostoiévski para a literatura mundial.

Quatro Peças (Anton Tchékhov – 1886)

Quatro Peças literatura russa

Quatro peças de Anton Tchékhov é uma coleção de peças teatrais escritas no final do século XIX. A obra é considerada uma das mais importantes da literatura russa, devido ao estilo realista de Tchékhov e a sua capacidade de capturar a complexidade da vida humana. As peças abrangem uma ampla variedade de temas, incluindo a vida rural, a classe trabalhadora, a vida urbana e as relações humanas.

Em “A Gaivota”, um escritor jovem enfrenta o insucesso de uma de suas obras ao mesmo tempo em que lidar com uma decepção amorosa. Em “Tio Vânia”, a tranquilidade de uma cidade do interior é perturbada com a chegada de um professor e sua filha. “Três Irmãs” retrata as ambições e desapontamentos de mulheres da Rússia rural. Em “O Jardim das Cerejeiras”, a última peça escrita pelo autor, as tensões entre a cidade e o campo são abordadas.

A Morte de Ivan Iliich (Liev Tolstói – 1866) 

a morte de ivan ilitch

A Morte de Ivan Ilich é um romance escrito por Liev Tolstói, publicado em 1886. O livro conta a história de Ivan Ilich, um juiz de alto escalão na Rússia czarista, que sofre de uma doença grave e se dá conta de que sua vida foi vazia e sem sentido.

A Morte de Ivan Ilich é considerado um dos melhores livros de todos os tempos e uma obra-prima da literatura russa. O livro explora temas como a morte, a vida, a existência, a verdade e a busca pela felicidade. Além disso, a obra também é conhecida por sua descrição detalhada da vida de Ivan Ilich, que é um retrato da sociedade russa da época e uma crítica à hipocrisia e à superficialidade da vida burguesa.

Doutor Jivago (Boris Pasternak – 1866) 

Doutor Jivago literatura russa

Doutor Jivago é um romance escrito por Boris Pasternak, publicado em 1957. É considerado uma das mais importantes obras da literatura russa do século XX. O livro segue a vida de Yuri Jivago, um poeta e médico, através de vários momentos históricos da Rússia, incluindo a Revolução Russa e a Guerra Civil Russa. A história se concentra em temas como o amor, a política, a arte e a luta pelo significado e propósito na vida.

Ao longo do livro, Jivago luta para encontrar um equilíbrio entre sua paixão por poesia e sua dedicação ao trabalho médico, bem como a sua lealdade ao seu país e sua família. O livro retrata a complexidade da vida humana e as escolhas difíceis que precisam ser feitas em momentos de mudança e incerteza. Com sua abordagem poética e profunda, Doutor Jivago é uma obra fundamental da literatura russa, explorando questões universais que continuam a ser relevantes até hoje.

Pais e Filhos (Ivan Turguêniev – 1862)

Pais e Filhos

Pais e Filhos, de Ivan Turguêniev, é uma das obras mais importantes da literatura russa do século XIX. O livro explora as diferenças entre gerações e aborda questões sociais e políticas que a Rússia enfrentava na época. O livro apresenta vários personagens que representam diferentes perspectivas e ideologias, desde o conservadorismo dos pais até o radicalismo dos filhos. 

A narrativa mostra o conflito entre o velho e o novo, bem como a busca dos personagens por identidade e propósito na vida. A literatura russa é fortemente influenciada por “Pais e Filhos” e a obra ainda é estudada e debatida até hoje, como um exemplo notável da arte literária e das questões sociais e políticas da Rússia do século XIX.

O Idiota (Fiódor Dostoiévski – 1869) 

o idiota

O Idiota é um romance escrito por Fiódor Dostoiévski em 1869 e é uma das obras mais importantes da literatura russa. O livro acompanha a história de um homem chamado Príncipe Míchkin, que é considerado um “idiota” devido a sua ingenuidade e falta de compreensão do mundo ao seu redor. No entanto, em meio à corrupção e crueldade da sociedade russa, o príncipe apresenta uma moralidade inabalável e uma bondade pura que o torna uma figura admirável.

A escrita de Dostoiévski é conhecida por sua profundidade psicológica e por seu foco na luta humana, e “O Idiota” não é uma exceção. O livro explora temas como a bondade, a moralidade e a luta da humanidade para encontrar significado e propósito na vida. Além disso, a narrativa também aborda questões sociais relevantes da época, como a corrupção da sociedade russa e a hipocrisia da nobreza. Até hoje, “O Idiota” continua a ser considerado uma das obras mais significativas da literatura russa, graças à habilidade única de Dostoiévski de explorar as profundezas da alma humana.

Almas Mortas (Nikolai Gogol – 1842) 

almas mortas

Almas Mortas é um dos livros mais importantes da literatura russa escrito por Nikolai Gogol em 1842. A obra retrata a vida em uma aldeia russa no século XIX, e é uma sátira à burocracia e à hipocrisia da sociedade russa da época. A história gira em torno de um personagem chamado Pavel Ivanovich Chichikov, que viaja pelo país comprando “almas mortas”, que são registros de servos falecidos, mas ainda incluídos no censo.

Ao longo de sua jornada, Chichikov é confrontado com a absurdidade da burocracia russa e com a hipocrisia da nobreza e da classe média, que são retratadas como sendo superficiais e interessadas apenas em aparências. “Almas Mortas” é uma crítica à corrupção e à falta de moral na Rússia do século XIX, e é considerada uma das obras mais importantes da literatura russa, tendo influenciado a geração subsequente de escritores russos.

Gostou de conhecer mais sobre a literatura russa? Veja também outros artigos recentes do blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *